23.2 C
Hale‘iwa
quarta-feira, 17 abril, 2024
23.2 C
Hale‘iwa
quarta-feira, 17 abril, 2024

Andy teria ganhado

Por Julio Adler Já sabíamos que essa quarta seria um dia cheio, toda terceira, quarta e quinta fase, mais final do duelo pela jóia das meninas, uma bateria final pra decidir a campeã da tríplice coroa havaiana. Na maior parte das primeiras baterias, quase sempre um dos surfistas achava uma onda beirando o sensacional e outro corria atrás, nada que merecesse manchetes do tipo, Dia épico em Pipe! As médias eram baixas para a expectativa que essa onda provoca e nos restava aguardar pelos pequenos milagres. Na segunda bateria, Owen Wright acabou com a esperança do Parko de mais um conto de fadas como na primeira jóia da tríplice coroa, quando Joel ganhou de forma magnífica. Nenhuma das disputas foi realmente emocionante até a décima primeira bateria da terceira fase, Bourez versus Knox, disputada até o último minuto, mas ainda com notas baixas para Pipe, abaixo de 8. Foi quando entrou o personagem do dia, Dusty Payne. Prestes a ter sua cabeça cortada do World Tour, Dusty pegou um Mick Fanning inspirado e perdia feio até os 4 últimos minutos. Num dos melhores momentos da bateria, Fanning escolheu uma onda completamente fechada para o Backdoor e saiu adiantando dentro da bomba, sumiu por o que nos pareceu uma breve eternidade e surgiu lépido e faceiro antes da explosão final. Achei que seria um 9 gordo, os juízes decidiram que era um 9 magro, 9.17. Minutos depois, Fanning achou um triângulo e entubou do início ao fim sem largar o braço da onda, um 8.77 que me deixou desconfiado que algo ali não cheirava bem. Dusty precisava duma combinação de mais de 17 pontos e se perguntava lá fora, será que é assim que você vai perder? Na sua casa, na frente dos seus amigos, de combinação? E como numa fábula havaiana, Dusty surfa uma bela onda (que me pareceu pior que a segunda do Mick) e faz um 9. A casa da Volcom nessa altura já tinha gente saindo pelo ladrão torcendo pelo milagre da permanência do Dusty no circuito quando Jah mandou aquela que seria a redenção do albino havaiano. Um longo tubo e um locutor histérico arrancaram dos juízes um 9.87. Dusty virou, a galera na casa da Volcom comemorou como um título e todos ficaram felizes. Essa turma aqui da América do Norte ama essas histórias de superação, mesmo que sejam provocadas. Fato é que, Dusty fez as duas baterias mais empolgantes do evento. Basta dizer que Fanning teria ganho qualquer outra disputa com sua pontuação, mesmo perdendo. Mineiro teve mais uma vez Kieren Perrow como algoz, quase um clássico de 2010. Fica difícil de entender como Adriano de Souza pode desejar o título mundial e chegar no Havaí apenas um dia antes do Pipe Masters. Apesar de mostrar no ano passado que é capaz de pegar tubos no Backdoor como qualquer um do terceiro time (Bede, Flores, Bourez etc…), Mineiro deveria almejar a excelência dum Jordy, Dane ou Burrow, desde que a maestria dum Slater, Parko ou Fanning está fora de questão. A brincadeira custará o top 6 pro brasileiro e talvez até o top 8, esperemos que de jeito nenhum o top 10. Uma coisa é certa, Owen Wright deu uma banda nos dois brasileiros duma vez só no Pipe Masters. Primeiro, receberá o título de Rookie of the Year, desbancando Jadson André, que perdeu numa disputa morna contra Damien Hobgood. Segundo, passou Mineiro no ranking, o empurrando, talvez, para o numero 9. Kojak Em 2010, décimo título e notas 10 a granel para o careca de ouro da ASP. Slater passou por John John Florence com irritante facilidade. Até os dois entrarem n’água, se tinha alguém nesse mundo capaz de afrontar Slater, era o J.J. Bastou começar a bateria e tudo foi por água abaixo. Slater tem o poder de transformar as ondas ao seu belo prazer. Quando ele quer que elas corram, elas correm, quando ele quer que elas parem, as benditas param. Depois de pegar seus tubos, até o mar ajuda e deixa de enviar as séries para ele poder surfar tranquilamente. O único 10 do dia foi do Careca. Todo mundo tenta, mas só o Slater… Nos resta torcer nas quartas para que Kieren e Jeremy não consigam ir muito longe no evento e passem Mineiro no ranking. Todos queremos ter um brasileiro no top 10. Assista às fases finais do Billabong Pipeline Masters ao vivo. Highlights 8º Dia

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias