21.1 C
Hale‘iwa
segunda-feira, 15 abril, 2024
21.1 C
Hale‘iwa
segunda-feira, 15 abril, 2024

kelly É deca

  Timeline dos títulos de Kelly Slater   1992 Após competir em seu primeiro ano completo no Tour – no anterior, perdera metade dos eventos por ainda estar no colégio – Slater tornou-se o mais jovem campeão mundial da história. No Rio de Janeiro, décima de onze etapas do circuito, o título já estava garantido por antecipação. O jovem surfista venceu dois eventos naquele ano, Hossegor e Pipeline.   1994 Este ano marcou o começo do reinado de Kelly no surf mundial. Ele liderou o ranking durante toda a temporada, vencendo três das dez etapas – Bells, Lacanau e Pipeline. Também foi em 94 que o americano deixou de participar do programa S.O.S Malibu, voltando todo seu foco para as competições.   1995 No ano do seu tricampeonato mundial, Kelly não chegou ao último evento, Pipe, como favorito. Dependia do tropeço de Sunny Garcia e Rob Machado para ter chance de levar o caneco. Sunny perdeu logo de cara para Occy e Rob caiu diante de Slater na famosa semifinal do high five. Além de sagrar-se campeão mundial, o americano bateu Occy na final, levando seu terceiro Pipe Masters, aos 24 anos de idade.   1996 Foi aqui que a supremacia Slater ficou definitivamente evidente. Kelly venceu sete dos 14 eventos daquele ano – Sydney, Ilhas Reunião, J-Bay, Huntington, Biarritz, Hossegor e Pipeline. Shane Beschen ainda esboçou fazer frente a Kelly, mas nem chegou a ameaçar seu título.   1997 Kelly começou 97 muito bem, vencendo quatro das cinco primeiras etapas. No segundo semestre, seu desempenho caiu – não obteve bons resultados e decepcionou no Pipe Masters, após vencê-lo três vezes consecutivas, perdendo para o havaiano Johnny Boy Gomes duas vezes no mesmo dia. Mesmo assim, no final das contas, faturou o título.   1998 A primeira etapa, na Gold Coast, foi vencida por Slater. Após esse evento, o americano passou o resto do ano correndo atrás dos australianos Danny Wills e Mick Campbell. Os dois perderam com péssimas performances no segundo round do Pipe Masters,  deixando o caminho livre para Kelly. Para levar seu sexto título mundial, o americano precisava de um terceiro lugar no campeonato – justamente o que conseguiu. Vale lembrar que, nesse ano, o surfista, então com 26 anos, já apresentava sinais de calvície.   2005 Depois de seis anos sem ganhar um título – e já totalmente careca – Kelly finalmente se reencontrou. A rivalidade entre ele e o havaiano Andy Irons ainda estava à tona, mas, quando Andy perdeu para Nathan Hedge perante uma Praia da Vila lotada na penúltima etapa do ano, o heptacampeonato ficou garantido para Slater. “Este título significa mais para mim do que qualquer outro,” revelou mais tarde.   2006 O oitavo título de Kelly marcou uma mudança na postura do campeão. Por não sentir mais a obrigação de vencer após retornar da “aposentadoria”, surfou mais tranquilo – mesmo assim, trucidou seus adversários. Levou as duas primeiras etapas do ano, na Gold Coast e em Bells, e garantiu seu título por antecipação em Mundaka, nona das 11 etapas. “Este foi sem dúvida meu ano mais consistente. Estava bem mais relaxado,” comentou.   2008 O Careca chocou o mundo ao ganhar seu nono título mundial aos 36 anos de idade. Levou cinco das sete primeiras etapas e garantiu o caneco, mais uma vez, em Mundaka, tornando-se o campeão mais velho do Tour. Apesar da idade, surfou melhor do que nunca – e melhor do que todos.   Homem Recorde   Não foram só os 10 títulos mundiais que consagraram Slater como o melhor surfista da história. Kelly conquistou muitos outros marcos em sua carreira, tornando-se o maior colecionador de recordes do esporte. – Tornou-se o campeão mundial mais novo da história em 1992, aos 20 anos de idade, no seu segundo ano no Tour. – Tornou-se o campeão mundial mais velho, com 38 anos, ao ganhar o décimo título este ano, surfando melhor do que nunca. – Conquistou 5 títulos mundiais consecutivamente, do ano de 1994 até 1998, superando o australiano Mark Richards, que venceu quatro vezes seguidas, de 1979 a 1982. – Disputou 817 baterias até o fechamento desta edição, vencendo 618 delas – 75,64% de aproveitamento, o melhor da história da ASP. – É o surfista que mais venceu o Pipe Masters, foram 6 vitórias (até agora). – Em 15 temporadas completas na elite, nunca terminou o ano fora dos Top 10. Além dos 10 títulos mundiais, terminou três vezes entre os Top 3 e sua pior colocação foi um 9º lugar em 2002. – Recordista de vitórias: De 64 finais que participou, venceu 44 até o fechamento desta edição. O surfista que chega mais perto dele é o americano Tom Curren, com 33 vitórias. – Venceu 14 vezes o Surfer Poll – prêmio de melhor surfista da revista americana Surfer. Membro do Surfing Hall of Fame. Textos: Luiz Michelini, Matias Lovro e Lucas Franceschini. Kelly Slater arrebentando em Rincon http://www.youtube.com/watch?v=GwVnq_t-Wc4

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias