Publicidade:

Super Aranburu

Esta foi a segunda final consecutiva do surfista do País Basco em terras brasileiras – a outra foi semana passada também no Rio de Janeiro, na etapa do Arpoador. “Pois é, meus amigos até perguntam o que acontece comigo aqui no Brasil… Estou muito feliz, as condições do mar estavam complicadas, foi difícil de fazer boas notas, mas tive sorte em achar algumas ondas abrindo para ganhar o campeonato”, afirmou Aritz, que disputou seis provas no Brasil e fez final em metade delas (venceu na Praia Mole (SC) e na Barra da Tijuca e fez final no Arpoardor semana passada). Willian Cardoso é só felicidade. Com o vice campeonato na Barra da Tijuca, o catarinense assegurou o título de campeão sul-americano. Porém, a trajetória não foi fácil. Somente quando Willian venceu Jean da Silva na semifinal é que conseguiu, ao chegar na final do evento, os pontos necessários para passar Raoni Monteiro no ranking do ASP South America Star Series 2010. “Só tenho que agradecer a todos, minha namorada (Maira) em especial, que veio me acompanhar neste evento e me deu muita sorte. Estou feliz pela conquista e pelo prêmio extra que sempre vêm em boa hora. O Raoni (Monteiro) é um grande surfista, mas o título é meu esse ano”, comemorou o campeão. No final das contas, Willian Cardoso levou pra casa dez mil dólares de premiação do SuperSurf Internacional Barra da Tijuca, cinco mil dólares do título do ASP South America e subiu alguns degraus no ranking do World Tour – de 40º ele pulou para o 35º lugar. Agora o brazuca está mais perto da classificação para a elite do surf mundial, onde figuram os 32 melhores. À sua frente estão Aritz Aramburu, Josh Kerr, Dusty Payne e Wiggolly Dantas. Antes de toda festa de Willian e depois de Aritz, quando o campeonato ainda passava pelas oitavas-de-final, nas ondas de um metrinho na Barra, o primeiro campeão do dia foi declarado. Assim que Bernardo Pigmeu (vencedor da última etapa) perdeu para Odirlei Coutinho, foi confirmada a vitória de Caetano Vargas no circuito SuperSurf International 2010. “Eu estava escondidinho no hotel (risos), torcendo quietinho, pedindo pra Deus iluminar para dar tudo certo. Não queria ficar aqui torcendo contra ninguém. Alguém tem que ganhar e felizmente, pra mim, fui eu. Não querendo desmerecer os outros ótimos surfistas que estavam querendo o carro também”. Agora Caetano poderá voltar para casa dirigindo, já que como premiação ele faturou uma pick-up Peugeot zerinho. RANKING FINAL DO SUPERSURF INTERNACIONAL 2010 – 4 etapas: Campeão: Caetano Vargas (BRA-PR) – 1.860 pontos 2º: Simão Romão (BRA-RJ) – 1.780 3º: Marco Aurelio (BRA-SP) – 1.640 4º: Renato Galvão (BRA-SP) – 1.590 5º: Dennis Tihara (BRA-BA) – 1.510 RANKING FINAL DA ASP SOUTH AMERICA – SUL-AMERICANO – 12 etapas: Campeão: Willian Cardoso (BRA) – 9.909 pontos 2º: Raoni Monteiro (BRA) – 9.606 3º: Leandro Bastos (BRA) – 8.405 4º: Hizunomê Bettero (BRA) – 7.745 5º: Heitor Alves (BRA) – 7.349 ASP WORLD RANKING – 47 etapas: 01: Kelly Slater (EUA) – 59.906 pontos 02: Jordy Smith (AFR) – 51.875 03: Mick Fanning (AUS) – 43.156 04: Taj Burrow (AUS) – 38.375 05: Adrian Buchan (AUS) – 34.742 06: Dane Reynolds (EUA) – 34.057 07: Bede Durbidge (AUS) – 32.963 08: C. J. Hobgood (EUA) – 32.484 09: Owen Wright (AUS) – 32.057 10: Adriano de Souza (BRA) – 30.713 11: Jadson André (BRA) – 29.856 ————próximos brasileiros: 24: Heitor Alves (CE) – 17.873 pontos 31: Wiggolly Dantas (SP) – 15.197 35: Willian Cardoso (SC) – 13.066 36: Alejo Muniz (SC) – 12.791 39: Raoni Monteiro (RJ) – 12.495 42: Gabriel Medina (SP) – 11.361 48: Neco Padaratz (SC) – 10.270

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias