Publicidade:

MUNDIAL AFRICANO

Fotos: O’Neill Primeiro foi Jordy Smith. O menino da África venceu o Billabong Pro J-Bay 2010 há duas semanas. Agora, perto dali, o público que compareceu em peso a Long Beach, na Península do Cabo, esperava uma final totalmente sul-africana – afinal 90% dos participantes e três integrantes das semis do O’Neill Coldwater Classic South África eram do País sede. Porém, o aussie Dion Atkinson bateu Frankie Oberholzer na primeira semifinal e deu um leve susto em todos os presentes. O local Greg Emslie, que venceu Antônio Bortoletto na outra semi, enfrentou Atkinson na final. O sentimento de apreensão dos africanos seguiu até a última onda da bateria, quando Emslie conseguiu reverter o resultado. “Nem vi aquela última onda dele. Virei para a praia e pensei: ‘oh não, o que aconteceu?’”, afirmou Dion depois da derrota. Emslie já despontava no decorrer do campeonato como grande favorito ao título. “Estava pensando comigo mesmo: venci o Jordy neste evento, agora eu não posso perder a final e decepcioná-lo. Tenho que deixar todos os troféus em casa. Estou amarradão que consegui realizar isso”, comemorou o grande vencedor. O vice Dion Atkins assumiu que o frio era incrível e que estava evitando até dar joelinhos. “O frio definitivamente pega você quando você cai lá. Minhas mãos e pés sentiam o frio e eu tentava evitar os joelhinhos sempre que possível”. Quanto ao circuito O’Neill Coldwater Classic, na corrida pelos US$ 50 mil vem Royden Bryson em primeiro lugar, seguido por Stuart Kennedy, Shaun Cansdell e em quarto, Dion Atkinson. A próxima etapa no O’Neill CWC será no Canadá, entre os dias 9 a 15 de outubro. Confira o vídeo com os melhores momentos da final. http://www.youtube.com/watch?v=qwlI3RJNI4I

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias