21.7 C
Hale‘iwa
sexta-feira, 19 abril, 2024
21.7 C
Hale‘iwa
sexta-feira, 19 abril, 2024

Quartas definidas em Maresias


Deivid Silva precisa vencer se quiser manter-se na liderança do ranking. Foto: Pedro Monteiro

 Muito sol e um surf de altíssimo nível marcaram mais um dia de disputas do Oi SuperSurf na praia de Maresias, São Sebastião (SP). Neste sábado, foram disputadas 21 baterias para definir os classificados para as quartas de final, que definirá o líder do ranking neste domingo. 

Os paulistas são maioria com cinco representantes entre os oito classificados para as quartas de final do Oi SuperSurf. Deivid Silva, Flavio Nakagima, Thiago Camarão, Hizunomê Bettero e Ícaro Rodrigues. O catarinense Tomas Hermes, o baiano Alandreson Martins e o cearense Charlie Brown, completam a lista dos surfistas que vão disputar o título.

Domingo começa com uma disputa entre o ubatubense Hizunomê Bettero e o baiano Alandreson Martins. O segundo duelo será o do líder do ranking brasileiro, Deivid Silva, contra o cearense Charlie Brown, que vem se classificando desde a primeira bateria do Oi SuperSurf na quarta-feira. Na terceira bateria, Thiago Camarão faz um encara o guarujaense Icaro Rodrigues, e o catarinense Tomas Hermes e Flavio Nakagima duelam pela última vaga das semifinais.

Novamente o guarujaense Deivid Silva brilhou nas ondas de Maresias. Atual líder do ranking, o local da praia Branca segue defendendo a liderança do ranking.

"O mar está muito diferente agora em relação ao que estava de manhã, mas consegui achar boas ondas nas baterias para ir seguindo em frente, só que está muito difícil de competir. Estou muito feliz em estar nas quartas de final. Agora serão só baterias homem a homem e acho isso muito melhor, porque você consegue pensar um pouco mais, com menos atletas na água. Meu objetivo é fazer a final aqui, então agora é descansar e se alimentar bem, porque amanhã (domingo) tem mais", disse o surfista de 20 anos. 

Na disputa seguinte, o jovem paulista Samuel Pupo, de apenas 14 anos de idade, acabou barrado pelo cearense Charlie Brown e o baiano Alandreson Martins. Charlie Brown é o único entre os oito classificados que vem competindo desde a primeira fase do Oi SuperSurf, iniciado na quarta-feira. Ele teve que passar por seis fases para alcançar as quartas de final, diferente dos outros que entraram como pré-classificados nas rodadas mais avançadas da competição.

"Estou sem palavras, parece que estou vivendo um sonho, não sei o que está acontecendo, mas estou procurando ficar calmo pra passar as baterias e está dando tudo certo pra mim", disse Charlie Brown. "Eu acho que estou colhendo os frutos do meu trabalho. Eu venho me dedicando muito, correndo atrás para viver esse sonho e parece que a hora chegou. Eu nunca me senti tão bem preparado pra correr o Circuito Brasileiro, eu sempre competi no Circuito Mundial, mas esse ano, com a volta do SuperSurf, eu vim com tudo e estou focado pra conseguir um bom resultado aqui. As condições do mar estão muito difíceis e só estou tentando aproveitar ao máximo pra surfar e se Deus quiser vai dar tudo certo".


Charlie Brown representa o Ceará nas finais do Oi SuperSurf. Foto: Pedro Monteiro

Na terceira bateria da sexta fase, Icaro Rodrigues e Flavio Nakagima fizeram mais uma dobradinha paulista contra o baiano Marco Fernandez e o pernambucano Ian Gouveia, filho mais novo de Fábio Gouveia, que venceu a primeira etapa da história do SuperSurf no ano 2000 nas mesmas ondas de Maresias. Com a classificação, Nakagima entrou na briga direta pela liderança do ranking e na disputa pelo título brasileiro da temporada que terá mais quatro etapas do Oi SuperSurf 2015.

"Eu não estou pensando em ranking agora, porque está só no começo ainda, essa é a primeira etapa importante do ano e tem muita coisa pra rolar. Mas, meu foco principal esse ano é o Circuito Brasileiro, ainda mais com o retorno do SuperSurf", disse Flavio Nakagima. "Eu quero parabenizar os organizadores e patrocinadores que fizeram isso acontecer. Essa é a primeira etapa e claro que começar bem é muito bom, mas estou pensando só em bateria por bateria, procurando conquistar um bom resultado aqui. Maresias é um lugar que sempre venho treinar, é como se fosse minha segunda casa e é muito importante começar bem aqui para chegar no final do ano disputando o título brasileiro".


Ícaro Rodrigues usa sua principal arma para derrotar os adversários – os aéreos. Foto: Pedro Monteiro

Já o último confronto do dia quase terminou com uma dobradinha catarinense. O campeão brasileiro de 2013, Tomas Hermes, que veio direto da África do Sul, onde participou da etapa do WCT em Jeffreys Bay, para prestigiar a volta do Oi SuperSurf ao Circuito Brasileiro, liderou praticamente toda a bateria. Willian Cardoso estava passando em segundo lugar até os minutos finais, quando o paulista Thiago Camarão conseguiu surfar uma boa onda para ganhar a última vaga para as quartas de final. Willian acabou eliminado junto com o carioca Igor Morais.

"Foi muito difícil o dia hoje (sábado). Nessa última bateria, eu, o Willian (Cardoso) e o (Thiago) Camarão, já estamos acostumados a competir juntos no Circuito Mundial, tava todo mundo com sangue nos olhos, mas a gente ficou mais brigando com as condições do mar do que por classificação", disse Tomas Hermes. "Eu sabia que a maré tava chegando no auge da cheia, então procurei chegar com velocidade pra manobrar no inside, que era a parte mais crítica da onda. Eu fiz baterias incríveis, como a com o Willian de manhã que ele surfou muito bem. Foram disputas acirradas com décimos de diferença e dá pra ver que está todo mundo com vontade, mostrando o quão carente a gente estava de um circuito. Estou muito feliz por estar fazendo parte disso aqui, da volta do SuperSurf, ainda mais classificado pro último dia".

Uma nova chama para o Oi SuperSurf acontece neste domingo, às 9h30 para provável início às 10h (horário de Brasília). 

Confira abaixo o resultado das baterias disputadas e os classificados para as quartas de final do Oi SuperSurf

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias