21.1 C
Hale‘iwa
segunda-feira, 15 abril, 2024
21.1 C
Hale‘iwa
segunda-feira, 15 abril, 2024

SuperSurf: O duelo mais memorável

 


De virada, Adriano de Souza levou a bateria contra Stephan Figueiredo, um dos duelos mais memoráveis do surf profissional.

 

Por Steven Allain
Fotos Nilton Santos
 

Em 10 anos de SuperSurf, de 2000 a 2009, não faltaram baterias disputadas, polêmicas e empolgantes. A década mais promissora do Circuito Brasileiro Profissional teve todos os elementos que tornam o surf competitivo interessante: recordes quebrados, vitórias apertadas, viradas históricas e títulos vencidos (e perdidos) nas melhores ondas do Brasil. Para comemorar a volta do evento ao calendário do surf nacional, a HARDCORE conversou com alguns dos expectadores (jornalista, dirigente, cinegrafista) que trabalharam no SuperSurf, para relembrar uma das baterias mais marcantes da última década: Adriano de Souza 18.17 x 10.00 Stephan Figueiredo.


Stephan Figueiredo no tubo de 8 segundos que lhe rendeu nota 10.

“Lembro bem desta bateria, Stephan contra Mineirinho em Maresias. Havia altos tubos. O ‘Fun’ já era conhecido por ser um ótimo tuberider e por isso era favorito. Inclusive fez um 10 de backside, mas o Mineiro completou dois tubos de front e virou, mostrando que não era apenas um surfista de aéreo e onda pequena. Incrível pensar que isso aconteceu há 10 anos, e os dois surfistas continuam tão atuais, sempre para frente.”
Paulo Traccocinegrafista da ABRASP


Stephan Figueiredo no tubo de 8 segundos que lhe rendeu nota 10.

“O carioca Stephan Figueiredo arrancou a primeira nota 10 do ano em um tubo fantástico de backside de 8 segundos, mas ainda assim acabou eliminado por Adriano de Souza. Mineirinho também deu um show nos tubos de Maresias e, com as notas 8.67 e 9.50 nos dois melhores, somou 18.17 pontos, a maior pontuação do SuperSurf 2005. Bateria histórica, inesquecível.” 
Marcelo Andrade, ex-presidente da ABRASP


Stephan Figueiredo no tubo de 8 segundos que lhe rendeu nota 10.

“Em 22 de junho de 2005, a praia de Maresias comprovou ser a onda nota 10 do SuperSurf, dia em que Stephan Figueiredo tirou o primeiro 10 do ano e mesmo assim foi derrotado pelo Adriano de Souza, que somou 18.17 pontos de 20 possíveis em uma bateria disputada com lindos tubos. Retrocendendo no tempo, por incrível que pareça, Stephan fazia as suas primeiras quedas no pico, e Adriano despontava para o mundo.”
João Carvalho, assessor de imprensa da WSL South America

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias