Publicidade:

Oi apresenta Silvana, Filipe e Mineiro

 


Silvana Lima, Filipe Toledo e Adriano de Souza "presentes" na coletiva de imprensa promovida pela Oi. Foto: Oi / Divulgação

Aconteceu nesta terça-feira (7) a coletiva de imprensa promovida pela Oi, que apresentou o novo time de surfistas da companhia de telecomunicações para representar o Brasil no Circuito Mundial. Em um evento de muito bom gosto e funcional, realizado na sede da empresa na Vila Olímpia em São Paulo, e também por transmissão hang out air direto da África do Sul, os tops responderam as perguntas dos presentes e outras enviadas direto para o núcleo de comunicação da Oi, e os executivos interagiram com os jornalistas e felicitaram os novos patrocinados da marca. 

EXPECTATIVA JEFFREY’S BAY

Perguntados sobre a próxima etapa do Tour, que começa amanhã dia 8 em J-Bay, Mineiro e Filipe disseram que a expectativa é grande, mas que agora se sentem livre das pressões criadas na etapa do Brasil que, segundo eles, ainda refletiu na performance de ambos em Fiji. E que os surfistas experientes são exemplos em Jeffreys.

Mineiro: Eu comecei o ano muito conectado com o astral da Austrália, e acredito foi a concentração que me levou ao topo do ranking. Quando cheguei no Brasil, com uma forte pressão por ser líder, acho que deixei pesar fatores extra competição e isso me prejudicou, inclusive depois em Fiji. Agora em J-Bay estou tranquilo e vejo como o momento certo para recuperar o bom ritmo e manter a liderança do Tour.

Filipe Toledo: Temos uma batalha pela frente em Jeffrey’s, mas estamos nos sentindo muito para encarar as ondas e os adversários. Eu estava no Panamá, com Josh Kerr e o DamienHobgood e dei uma boa dessestressada (risos), e isso também aliviou a tensão e me deixou bem para J-Bay. Estou muito bem preparado, e acredito que essa será uma etapa brasileira.

Mineiro: Quantos aos atletas, o Mick Fanning é um dos favoritos, mas acredito que outros também concorrem ao posto. O Kelly Slater é sempre favorito, em qualquer condição, e tenho ele no meu foco. E o Gabriel Medina é o um espelho pra nós, por ser o Campeão Mundial.

Filipe: Eu estou assistindo muito ao Adriano surfar (risos), porque ele domina muito bem as ondas de Jeffrey’s e já venceu aqui (lá) em grande estilo (em 2013). Outros caras são muito experientes e tem ótima a leitura da onda de J-Bay, como Fanning e o Joel Parko. O Owen Wright, depois da performance em Fiji, também acho que é candidato, assim como o Gabriel. Eu vou na minha, com foco ajustado e espero fazer uma grande etapa.

PATROCÍNIO DE BICO PARA SILVANA LIMA

Silvana Lima estava com o semblante leve, sempre sorridente. Não era pra menos, depois de um longo período sem patrocínio principal, a Oi agora estampa o bico de sua prancha E de acordo com as palavras de EricAlbanese (diretor de comunicação da marca), o apoio será duradouro e sem pressões, pois a Oi acredita que a Silvana Lima tem plena condição de ser campeã mundial nos próximos anos.


Silvana Lima agora é Oi! Foto: Oi / Divulgação

Silvana Lima: Desde o começo da minha carreira eu sonhei com o título mundial. Esse é o meu objetivo, a minha busca. Neste ano, por enquanto eu tive uma performance irregular, mas acredito que agora com mais estrutura com o patrocínio da Oi eu vou melhorar e muito o meu surf. Eu já estou mirando a etapa da Califórnia, onde meu estilo encaixa muito bem as ondas de Huntington Beach, e lá espero vencer a minha primeira etapa em 2015, já focando os embates para 2016. Agora quero competir bem neste segundo semestre e terminar entre as Top 5, Mas no próximo ano vou buscar o título.

Silvana Lima: Quanto a presença da Oi no surf, acredito que eu sou um exemplo para muita menina no Brasil, e isso vai estimular ainda mais a mulherada ir pra água e buscar o Tour, onde estão as melhores do mundo.

SUPERSURF – CIRCUITO BRASILEIRO DE SURF PROFISSIONAL

Os surfistas falaram com entusiasmo sobre o novo circuito nacional de Surf profissional, que está sendo realizado graças a parceria entre a Revista HARDCORE, a Abrasp e a Casa da Árvore eventos. E ressaltaram a importância do ressurgimento do SuperSurf, porque nem só de BrazilianStorm vive o surf brasileiro.

Mineiro: Estou muito feliz com o novo SuperSurf, porque competi no circuito nacional com muita vontade, e isso me deu uma base muito boa para entrar no Tour. Foi onde aprendi técnicas de competição, também a surfar contra grandes adversários, troquei muitas experiências com atletas que corriam o Tour, me joguei na estrada, e tenho esse período com muito carinho. Fazer essa mescla de estrelas experientes com garotos será um show a parte. Tem muita gente boa no Brasil que precisa de espaço, e o SuperSurf será uma excelente oportunidade, independentemente de ter ligação com a WSL. Porque estar bem preparado no SuperSurf, vai colocar o surfista em ótimas condições para disputar o QS.

Filipe: Faço das palavras do Adriano as minhas. Tem uma molecada no Brasil que está quebrando, e muitos deles me espiram muito. Ter um circuito forte é ter a base de tudo. Esse exemplo veio do meu pai, que correu por anos o circuito (foi bicampeão brasileiro). É o surf está em alta e tem que promover essa mudança para melhor dentro do próprio Brasil.

OI NO SURF

Os executivos Eric Albanese (diretor de Comunicação), que pilotava a entrevista de São Paulo ao lado de Silvana Lima, e, Bruno Cremona (gerente de Patrocíniose Eventos), que estava de J-bay junto de Adriano de Souza e Filipe Toledo, fortaleceram em palavras o compromisso da Oi em prol do surf brasileiro.

Eric Albanese: Estamos muito felizes com a entrada do OI no Surf, primeiro celebrando o título Mundial do Gabriel Medina, e agora com a entrada com essas três feras na equipe, Adriano de Souza, Filipe Toledo e Silvana Lima. Patrocinamos a etapa brasileira realizada no Rio de janeiro e foi um absoluto sucesso, e tem muito mais para vir. Nos próximos 30, 40 dias, vamos anunciar outros movimentos em torno do surf brasileiro.

Eric Albanese: Junto ao atleta, a nossa maior contribuição inicial será a conexão com o mundo, oferecer suporte para ele estará conectado onde e quando quiser, que é a forca da nossa marca. Ao esporte, queremos construir uma relação longa e duradoura. A nossa meta é deixar um legado para o esporte brasileiro.


Direto da África do Sul, Mineirinho e Filipe Toledo participaram da coletiva via streaming. Foto: Oi / Divulgação

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias