26 C
Papeete
domingo, 16 junho, 2024
26 C
Papeete
domingo, 16 junho, 2024

Ricardinho não quer confusão

 


Ricardinho e Jamie O’Brien se encontraram dias após a confusão no Tahiti. Foto: Reprodução/Instagram

Por Steven Allain

O site da revista australiana Stab divulgou nessa madrugada (11) a notícia de que o havaiano Jamie O’Brien foi banido de competir no próximo Pipeline Masters (e em qualquer prova da ASP até o próximo ano), como punição por agredir o brasileiro Ricardo dos Santos durante a etapa de Teahupoo, em agosto passado. 

A nota contém também uma entrevista com o havaiano, que volta atrás na sua admissão de culpa (ver aqui) e acusa Ricardinho de ter começado a confusão, a quem chama de covarde. O’Brien ainda insinua que o catarinense sofrerá represálias na próxima temporada havaiana (confira a entrevista aqui).

Nos comentários do site australiano e nas redes sociais, foram feitas ameaças pesadas ao brasileiro, que, por sua vez, se disse surpreso e triste com esse novo desdobramento de um incidente que, para ele, já estava resolvido.

Ricardinho conversou com a HC nessa manhã de sexta. 

O que você achou da punição da ASP sobre Jamie O’Brien? 

Honestamente, de certa forma fiquei triste. Continuo achando ele um dos melhores surfistas em Pipe e vê-lo fora por uma atitude impensada é triste. Esse fato não me deixa nem um pouco contente. Não escolhi ser surfista para viver essas confusões.

Você também foi punido ou multado pelo incidente?

Sim. Fui suspenso por 3 meses e tomei multa no valor de 1500 dólares. Perdi o WQS do Brasil [Mahalo Surf Eco Festival, 4-Estrelas em Itacaré] em função disso.

O que achou das declarações de O’Brien na mídia após o acontecido, dizendo que você começou a briga e que colocou todo o Brasil contra ele? 

Não tenho nada a comentar sobre ele. O que ele acha ou deixa de achar não muda os fatos.

Se ele te pediu desculpas no Tahiti, não acha estranho que tenha voltado atrás e negado culpa no incidente? 

Pois é. Quando apertei a mão dele, dei minha palavra de homem de que o negócio terminava ali. Ele fez o mesmo, porém resolveu voltar atrás me chamando de covarde e essas coisas, o que também não me importa. Foi uma escolha dele. Levo a sério a minha postura, o que me deixa bem tranquilo com relação a isso.


Ricardinho exibe o ferimento na boca, depois de levar um soco de Jamie O’Brien. Foto: Reprodução/Instagram

Qual a sua versão? Quem desferiu o primeiro soco? 

Ele iniciou o acontecido, me agredindo enquanto estávamos na onda.

Na internet, muitos comentários dizem que você ira sofrer represálias no Hawaii nessa temporada. Isso te preocupa? 

Claro! Mas vou continuar plantando o bem e tentando me manter fora de qualquer situação indesejada. Afinal, sou um cara tranquilo e não quero nenhum tipo de briga.

O próprio O’Brien insinua que os amigos dele não vão te deixar surfar ou farão algo até pior no Hawaii. Acredita nessas ameaças? 

Acredito, sim! Pode acontecer, mas não cabe a mim buscar mudar isso na mente dele. Ele sabe o que faz e promove e, também deve saber que isso não será bom para a imagem dele. Mas não tomarei nenhuma atitude para evitar isso. Estarei lá fazendo o meu trabalho e vou deixar que ele tome as decisões dele.

Seus patrocinadores se pronunciaram sobre esse assunto com você? 

Claro! Ninguém gosta de ver o seu atleta se envolvendo em uma polêmica global. Todos sofremos as consequências desse acontecido.

Qual lição você tirou desse incidente?

Que não posso deixar o meu nível de energia positiva baixar, pois pode dar brecha para fatos como esse. Tenho tentado me manter positivo e feliz acima de tudo, mas é complicado quando você é pego de surpresa pelo universo com algo assim.

Fique ligado nos próximos posts, para saber sobre os desdobramentos do caso.


Na próxima temporada havaiana, Ricardinho, capa da edição de 280 da HC, surfará em Pipe sob ameaça dos locais. Foto: Rafaski

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias