24 C
Papeete
quinta-feira, 13 junho, 2024
24 C
Papeete
quinta-feira, 13 junho, 2024

Quiksilver Pro: dia 2


Medina descola a primeira nota 10 do Quilksilver Pro France. Foto Cazenave/Quiksilver

Por Felipe Fernandes

A sexta-feira não poderia ter sido melhor para os brasileiros. Em ondas entre 2 e 3 pés, Gabriel Medina avançou com uma nota 10, enquanto Alejo também venceu sua bateria da repescagem e garantiu vaga na terceira fase do Quiksilver Pro, em Seignosse Le Penon, França. 

Com a classificação dos dois atletas, o Brasil chega com força total à terceira fase do evento e todos os surfistas seguem na briga. 

O dia começou com séries demoradas na bateria entre Alejo e Cj Hobgood. Com a maré cheia, as esquerdas ditaram o ritmo do duelo. 

Surfando de backside, Cj abriu bem e colocou pressão no brazuca durante quase todo o embate. Mas o frontside do Alejo falou mais alto. 

Nas suas duas últimas ondas, o catarinense manobrou com fluidez e variou bem as manobras até o inside para sair com a vitória.

No próximo round, Alejo vai enfrentar o embalado Taj Burrow, campeão da etapa anterior em Trestles, Califórnia.

Medina foi outro que teve uma bateria disputado contra o sul-africano Travis Logie. 

O brasileiro não queria saber de brincadeira e colocou Travis em combinação depois de descolar 7.27 e decolar em um aéreo 360 full rotation de backside que lhe rendeu o primeiro 10 do evento. 

Mas Travis correu atrás do prejuízo e com o seu backside veloz, deu o troco nas ondas seguintes com 8.50 e 8.87 para pular na frente.

Precisando de 7.37, Medina não demorou para retomar a liderança. Na onda seguinte, o paulista acelerou até a junçnao, onde mandou outro aéreo estratosférico no inside para descolar 8.17 e fechar a conta do sul-africano. 

Com a previsão da entrada do maral, o diretor de prova Miky Picon optou por paralisar as disputas no final do Round 2. 

Uma nova chamada acontece às 3:00 horas da matina (horário de Brasília), deste sábado, para análise das condições do mar. 

A previsão indica uma queda significativa no swell, e tudo indica que os organizadores devem aguardar uma nova ondulação para retomar a prova. Esta prevista a entrada de um bom swell, com tamanho e período melhor que esta, para quarta-feira.

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias