25 C
Papeete
sábado, 13 julho, 2024
25 C
Papeete
sábado, 13 julho, 2024

Rip Curl Pro Bells: Mineiro é campeão

 

Por Kevin Assunção

Adriano de Souza venceu, nesta terça-feira (2), o Rip Curl Pro Bells Beach, segunda etapa do WCT, e sobe para a quarta posição no ranking. Filipe Toledo e Willian Cardoso ficaram em quinto.

O paulista é o primeiro brasileiro a balançar – e até mesmo quebrar – o sino da etapa mais tradicional do Tour masculino, que completou 52 edições. Silvana Lima conquistou Bells em 2009.

Mineiro dominou a final desde o início contra o rookie Nat Young. Nos oito primeiros minutos, o paulista já havia aplicado sequências de manobras verticais e com pressão em duas direitas, que valeram 14.23 pontos. O californiano respondeu na sequência, com 7.50. 

Depois da calmaria, Mineiro começou a construir a somatória vencedora. Ele tirou 8.83 – a maior nota da bateria – ao usar a prioridade para dropar na frente de Young e espancar a onda com duas rasgadas intercaladas por dois cutbacks.

O americano aproveitou a série seguinte para voltar à briga, com uma combinação de cinco manobras bem aplicadas que valeram 8.33. 

Mas, a 10 minutos do final, Adriano sacramentou a vitória. Mais uma vez com a prioridade, o guarujaense conectou batida vertical, cutback, rasgada e layback, para cravar 16.26 pontos de somatória, ante 15.83 de Nat.

Nas quartas, o backside afiado de Young superou o power surf de Willian Cardoso. O catarinense, que ocupou a vaga de Miguel Pupo, lesionado, conseguiu aplicar manobras potentes, mas pecou nas manobras finais. O alternate, que havia vencido Taj Burrow, Kelly Slater e Josh Kerr, somou 14.83, contra 17.27 do californiano de 

Duelo do campeonato

Mineiro tinha acabado de passar por Mick Fanning nas quartas, na última onda, e Jordy Smith eliminado o estreante Filipe Toledo, com sólidos 16.77 pontos. Ambos desempenharam performances emblemáticas em Bells Beach.

Jordy abriu a semifinal com 9.53, por seis manobras potentes. Mas Adriano colocou toda a experiência em jogo para virar a bateria. Depois de 12 minutos na água, ele entrou para a briga com três pancadas jogando muita água que renderam 9.27.

A liderança do duelo veio a 5 minutos do fim. Jordy, com a prioridade, não entrou na direita que garantiu o brasileiro na final, com nota 9.17 por cinco manobras precisas. Antes, Mineiro já tinha surfado duas ondas na casa dos oito pontos.

Nos instantes finais, o sul-africano explorou até o inside a última onda do confronto, mas tirou 8.87 – 0.04 a menos do que precisava.

A elite do surf mundial volta para as competições no Rio de Janeiro, no Billabong Pro que acontece de 8 a 19 de maio.

Confira abaixo os resultados do último dia de Rip Curl Pro Bells Beach e o ranking do WCT atualizado.

Final
Adriano de Souza 16.26; Nat Young (USA) 15.83

Semis
1. Nat Young (USA) 15.10; Taj Burrow (AUS) 13.43
2. Adriano de Souza 18.44; Jordy Smith (ZAF) 18.40

Quartas
1. Taj Burrow (AUS) 15.50; Kai Otton (AUS) 14.50
2. Nat Young (USA) 17.27; Willian Cardoso 14.83
3. Adriano de Souza 14.33; Mick Fanning (AUS) 13.76
4. Jordy Smith (ZAF) 16.77; Filipe Toledo 13.20

Ranking do WCT
1. Kelly Slater (USA) – 11.750 pontos
2. Mick Fanning (AUS) – 11.700
     Taj Burrow (AUS)
4. Adriano de Souza – 10.500
5. Joel Parkinson (AUS) 9.750
9. Filipe Toledo – 6.950
16. Willian Cardoso – 5.700
18. Raoni Monteiro – 4.500
23. Gabriel Medina – 3.500
       Alejo Muniz
31. Miguel Pupo – 1.000
 

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias