25 C
Papeete
terça-feira, 23 julho, 2024
25 C
Papeete
terça-feira, 23 julho, 2024

Pipe Masters: Parko é campeão


Joel Parkinson, campeão mundial e quatro vezes o melhor no Pipe Masters. Foto: ASP/Kirstin

Por Kevin Assunção

As ondas melhoraram durante o dia e Backdoor proporcionou paredes tubulares perfeitas nesta sexta-feira (14) histórica. Joel Parkinson, com 31 anos de idade, sagrou-se pela primeira vez campeão mundial, após Kelly Slater ser eliminado por Josh Kerr na semifinal.

Na decisão, Parko conquistou o campeonato inédito em Pipeline contra Kerr. Foi a primeira etapa vencida por Joel nesta temporada, que chegou às finais do Rio, Teahupoo e Trestles e tinha como pior resultado o nono lugar em Fiji.

Parko já foi vice-campeão mundial quatro vezes: em 2002 e 2004, quando Andy Irons consagrou-se como melhor do mundo; em 2009, ano em que Mick Fanning conquistou o bicampeonato; e em 2011, no 11º título mundial de Slater.


Mesmo machucado, Kerrzy chegou à primeira final de WCT na carreira. Foto: ASP/Cestari

Na segunda semi do Pipe Masters, Josh Kerr pegou a única onda high score da bateria, logo no início. O conterrâneo de Parko saiu na baforada de Backdoor e recebeu 9.20.

Já Kelly se precipitou na escolha das ondas, somou apenas 4.90 e terá que passar mais uma temporada na elite para tentar o mundial pela 12ª vez.

Kerrzy foi parar no hospital após machucar o ombro e o pescoço em uma vaca que tomou no Round 4. Ele suportou as dores e chegou à primeira final do WCT na carreira.


As direitas de Backdoor renderam a Parko a vitória em 2012. Foto: ASP/Cestari

A decisão pegou fogo na reta final. Parko escolheu duas ondas grandes de Backdoor e cravou 17.17. Kerr optou pelas esquerdas de Pipeline, entubou duas vezes de backside e cravou 14.83, mas não encontrou o 9.34 que precisava.

Na semifinal contra Damien Hobgood, Parko reagiu a 10 minutos do término, quando entubou de frontside e tirou 6.67. Logo em seguida, ele saiu de outro canudo e assumiu a liderança com 8.17.

Joel se garantiu na final do Pipe Masters com outra direita, em que seguiu no trilho por um alguns segundos e saiu na baforada – a melhor onda do duelo (9.13). O australiano acumulou 17.30 pontos contra 14.63 de Damo.

O duelo do campeonato


Slater dropou atrasado e completou o terceiro e último tubo perfeito do campeonato. Foto: ASP/Cestari

Kelly e Shane Dorian proporcionaram um espetáculo tubular em Backdoor, vencido pelo careca por 18.73 contra 18.20.

A somatória de Slater ganhou força com 8.73, após 7 minutos de bateria, quando ficou deep em uma direita. Depois, ele repetiu a dose em uma onda maior e sacou a terceira nota 10 do Pipe Masters.

Shane também foi para a direita e acumulou 18.20 pontos. Com a prioridade, Kelly deixou o havaiano pegar uma onda a 30 segundos do final. Dorian então tirou um bom tubo, mas recebeu apenas 8.83, sua terceira melhor onda do duelo.

Brasileiros em nono


Pupo deixou sua marca na bateria contra Slater. Foto: ASP/Cestari

Gabriel Medina e Miguel Pupo ficaram nos segundos lugares do Round 4 e pararam na repescagem ante Yadin Nicol e Kelly Slater, respectivamente.

Slater deixou Pupo em combinação com menos de 10 minutos na água, depois de somar 18.40 pontos por um tubo em Backdoor e outro em Pipeline. 

Pupo voltou para a briga com um tubo de backside sem segurar na borda, que valeu 8.93. Mas Kelly sacramentou o resultado com 9.70 na última onda.

Já Medina entubou em duas esquerdas e somou 12 pontos, mas foi eliminado precisando de 5.68 para virar.


Yadin Nicol saiu do segundo tubo perfeito do Pipe Masters. Foto: ASP/Kirstin

Nas quartas, Yadin despencou no drop, saiu no spray de Backdoor e recebeu a segunda nota 10 do campeonato.

Mas Nicol foi eliminado por Josh Kerr, que virou na última onda, com 15 pontos de somatória contra 12.17 de Yadin.

Rookie of The Year


John John ganhou o prêmio de melhor aerialista da Tríplice Coroa Havaiana. Foto: ASP/Kirstin

John Florence é o melhor novato da elite em 2012. O havaiano foi contemplado após Medina perder no Round 5. O brasileiro precisava chegar à final para conquistar o título.

John John ficou em 4º lugar no Circuito Mundial e é o rookie mais bem colocado na história. Mick Fanning detinha esta marca, com o 5º lugar em 2002.

Nesta temporada, JJ venceu no WCT o Billabong Rio Pro, o Prime de Margaret River e o 5-Estrelas Volcom Pipe Pro.

A elite mundial volta para a água em março, para disputar o Quiksilver Pro Gold Coast. Será a primeira etapa de Filipe Toledo como Top do WCT.

Final
Joel Parkinson (AUS) 17.17; Josh Kerr (AUS) 14.83 

Semis
#1 Joel Parkinson (AUS) 17.30; Damien Hobgood (USA) 14.63
#2 Josh Kerr (AUS) 11.13; Kelly Slater (USA) 4.90

Quartas
#1 Damien Hobgood (USA) 9.83; Sebastian Zietz (HAW) 9.17
#2 Joel Parkinson (AUS) 12.50; CJ Hobgood (USA) 9.40
#3 Josh Kerr (AUS) 15.00; Yadin Nicol (AUS) 12.17
#4 Kelly Slater (USA) 18.73; Shane Dorian (HAW) 18.20

Round 5 (repescagem)
#1 Damien Hobgood (USA) 8.23; Kieren Perrow (AUS) 3.26
#2 CJ Hobgood (USA) 13.94; Dane Reynolds (USA) 8.00
#3 Yadin Nicol (AUS) 13.00; Gabriel Medina 12.00
#4 Kelly Slater (AUS) 19.27; Miguel Pupo 10.66

Round 4 (baterias restantes)
#3 Josh Kerr (AUS) 14.57; Gabriel Medina 14.10; Kelly Slater (USA) 8.10
#4 Shane Dorian (HAW) 6.53; Miguel Pupo 5.83; Yadin Nicol (AUS) 4.23

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias