27 C
Papeete
sábado, 13 julho, 2024
27 C
Papeete
sábado, 13 julho, 2024

Reef Hawaiian Pro: Dia 3

 Por Kevin Assunção

As ondas diminuiram em Haleiwa, mas as esquerdas apareceram e a formação melhorou para o terceiro dia de Reef Hawaiian Pro, que teve, neste sábado (17), a conclusão do Round 3 e de duas baterias da quarta fase. Alejo Muniz, Gabriel Medina, Jadson André e Willian Cardoso classificaram-se para o Round 4.

Willian assegurou a liderança nos primeiros 12 minutos. Primeiro, espancou uma esquerda com três batidas de backside. Depois, executou dois floaters e garantiu 10.74 pontos de somatória.

No mesmo confronto, Alex Ribeiro foi eliminado. Precisando de 4.71 para assumir a segunda colocação, ele aterrissou de um aéreo reverse nos últimos segundos, mas recebeu apenas 4.33.

Outro catarinense vencedor foi Alejo Muniz. Ele concluiu três boas manobras de backside, em uma esquerda, e abriu com 8.50. Precisou trocar de prancha a 13 minutos do final, após concluir uma forte batida na junção.

Nove minutos depois, jogou muita água em uma rasgada de frontside, na qual inverteu bastante a rabeta, foi contemplado com 6.60 e a liderança.

Na sequência, foi a vez de Jadson André garantir a classificação, em segundo lugar, atrás do havaiano Keanu Asing. O potiguar conectou bem as manobras de frontside e somou 12.90. Filipe Toledo não teve a mesma sorte. O ubatubense não conseguiu voltar dos aéreos e despediu-se da competição.

O último brasileiro a cair na água foi Gabriel Medina, que dominou durante os 30 minutos, com show de aéreos, que teve direito a tentativa de backflip.


Medina proporcionou um espetáculo aéreo em sua bateria no Round 3. Foto: ASP/Kirstin

No primeiro high score, 8.60, Gabriel escalou a onda em dois floaters e ganhou velocidade em um cutback para voar alto em um aéreo reverse. Depois, repetiu a manobra, só que mais invertida e sem segurar na borda, e foi recompensado com 8.40.

Wiggolly Dantas disputou a mesma bateria, mas comeAlejoteu interferência em Luke Davis e se prejudicou. Mesmo assim, ele ficou na frente do americano, em terceiro lugar, após concluir um aéreo reverse.

Jessé Mendes foi o primeiro brasileiro a cair na água neste sábado. Em sua melhor onda, o guarujaense colocou bastante pressão em cinco rasgadas, mas com pouca variação. Kelly Slater e Sunny Garcia garantiram a classificação.

Já Heitor Alves perdeu para Dane Reynolds e Nathan Hedge. O cearense reagiu apenas nos 5 minutos finais, quando concluiu duas sequências de batidas verticais.

Na melhor onda da bateria, Dane pegou um bom tubo, que valeu 8 pontos. Fechou a somatória de 13.70 com dois cutbacks e uma batida.

Miguel Pupo optou pelas esquerdas, mas não conseguiu voltar dos aéreos e jogar muita água nas manobras, somando apenas 9.67. O australiano Perth Standlick e o havaiano Ezekiel Lau avançaram para o Round 4, com 14.83 e 11.30 pontos, respectivamente.

CJ Hobgood cravou a maior somatória do Reef Hawaiian Pro até agora, 17.60. O americano abriu a contagem com 8.33, por duas pancadas de backside. Repetiu a dose três minutos depois, em uma direita maior, que valeu 9.27.

A melhor manobra do dia ficou na conta de John Florence. Já com a vitória garantida, nos últimos segundos, o havaiano pegou uma direita e decolou alto em um aéreo reverse, arrancando por 9.40 pontos dos juízes.


John John, no aéreo de 9.40 pontos. Foto: ASP/Kirstin

O dia terminou com as duas primeiras baterias do Round 4. Sebastien Zietz, Kolohe Andino, Jeremy Flores e Fredrick Patacchia. Jeremy foi o destaque. Ele recebeu a maior nota do dia (9.70), após executar cinco pauladas de backside. Depois, o francês consolidou a liderança com 4.27.

Sunny campeão


Sunny repetiu o feito de 2010, com a vitória do Clash of the Legends. Domingo ele encara uma bateria de peso no Round 4. Foto: ASP/Cestari
 

A segunda bateria do Clash of the Legends teve Tom Curren como vencedor. O tricampeão mundial recebeu 9 pontos após conectar rasgadas, floater e cutback de frontside, em uma direita. Na onda seguinte, ligou três manobras de backside, que valeram 7.20.

Sunny não repetiu a performance de sexta-feira e ficou em último lugar, com 12.57. No entanto, com a combinação dos resultados da primeira bateria, ele sagrou-se campeão, com 27.90 pontos, contra 26.46 do também havaiano Kaipo Jaquias, 26.28 do aussie Mark Occhilupo e 25.23 de Tom Curren.

A próxima chamada está marcada para este domingo (18), às 15h30, no horário de Brasília. Acompanhe ao vivo aqui.

Confira os resultados de hoje e os próximos confrontos do Reef Hawaiian Pro, primeira etapa do Vans Triple Crown of Surfing.

Round 4
#1 Sebastien Zietz (HAW) 16.16; Kolohe Andino (USA) 15.70; Dege O’Connell (HAW) 12.33; Nat Young (USA) 10.13 
#2 Jeremy Flores (FRA) 13.97; Fredrick Pattacchia (HAW); Aritz Aranburu (EUK) 11.23; Alain Riou (PYF) 7.84
#3 Michel Bourez (PYF); CJ Hobgood (USA); Matt Wilkinson (AUS); Sunny Garcia (HAW)
#4 Kelly Slater (USA); Patrick Gudauskas (USA) 12.10; Brett Simpson (USA); Cory Lopez (USA)
#5 John Florence (HAW); Dane Reynolds (USA); Dusty Payne (HAW); Kekoa Bacalso (HAW)
#6 Alejo Muniz; Willian Cardoso; Nathan Hedge (AUS); Tom Whitaker (AUS)
#7 Keanu Asing (HAW); Bede Durbidge (AUS); Ezekiel Lau (HAW); Evan Valiere (HAW)
#8 Gabriel MedinaJadson André; Gavin Gillette (HAW); Perth Standlick (AUS)

Round 3
#1 Sebastien Zietz (HAW) 14.57; Aritz Aranburu (EUK) 13.16; Julian Wilson (AUS) 12.63; Gony Zubizarreta (ESP) 12.30 
#2 Kolohe Andino (USA) 13.60; Fredrick Patacchia (HAW) 13.53; Kai Otton (AUS) 12.26; Mark Occhilupo (AUS) 11.73
#3 Alain Riou (PYF) 13.60; Nat Young (USA) 12.33; Tiago Pires (PRT) 10.60; Travis Logie (ZAF) 3.53 
#4 Jeremy Flores (FRA) 12.83; Dege O’Connell (HAW) 9.00; Glenn Hall (IRL) 8.53; Tanner Hendrickson (HAW) 8.23
#5 Michel Bourez (PYF) 14.26; Cory Lopez (USA) 13.34; Adam Melling (AUS) 11.50; Romain Cloitre (FRA) 0.00
#6 CJ Hobgood (USA) 17.60; Patrick Gudauskas (USA) 14.30; Hank Gaskell (HAW) 11.60; Gabe Kling (USA) 10.60
#7 Brett Simpson (USA) 11.00; Matt Wilkinson (AUS) 7.90; Charles Martin (GLP) 7.50; Marc Lacomare (FRA) 7.04
#8 Kelly Slater (USA) 14.60; Sunny Garcia (HAW) 10.80; Alex Smith (HAW) 9.73. Jessé Mendes 8.93
#9 John Florence (HAW) 16.90; Tom Whitaker (AUS) 10.07; Dylan Goodale (HAW) 9.67; Koa Smith (HAW) 7.06
#10 Dane Reynolds (USA) 13.70; Nathan Hedge (AUS) 11.60; Heitor Alves 9.90; Damien Hobgood (USA) 8.83
#11 Willian Cardoso 10.74; Dusty Payne (HAW) 10.43; Adrian Buchan (AUS) 10.33; Alex Ribeiro 10.06
#12 Alejo Muniz 15.10; Kekoa Bacalso (HAW) 13.97; Mason Ho (HAW) 13.76; Taylor Knox (USA) 9.90
#13 Keanu Asing (HAW) 14.33; Jadson André 12.90; Josh Kerr (AUS) 12.23; Filipe Toledo 8.80
#14 Bede Durbidge (AUS) 14.10; Gavin Gillette (HAW) 9.87; Yadin Nicol (AUS) 9.77; Olamana Eleogram (HAW) 7.00
#15 Perth Standlick (AUS) 14.83; Ezekiel Lau (HAW) 11.30; Kieren Perrow (AUS) 10.23; Miguel Pupo 9.67
#16 Gabriel Medina 17.00; Evan Valiere (HAW) 10.50; Wiggolly Dantas 7.78; Luke Davis (USA) 6.60

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias