25 C
Papeete
sábado, 13 julho, 2024
25 C
Papeete
sábado, 13 julho, 2024

O’Neill Coldwater Classic: Taj vence

 

Por Kevin Assunção

Taj Burrow venceu Matt Wilkinson na decisão e sagrou-se campeão do O’Neill Coldwater Classic, nesta terça-feira (6). Foi a segunda etapa conquistada por TB nesta temporada – ele foi o melhor em Gold Coast, primeira etapa do Tour. Adriano de Souza e Gabriel Medina pararam nas quartas.

Taj surfou a primeira onda boa do duelo, em que jogou muita água numa rasgada e concluiu com três cutbacks (7.17). Minutos depois, aumentou a liderança com rasgada e floater (4.90). 

A resposta de Wilko veio na sequência. Primeiro, recebeu 4.50 por três cutbacks. Voltou para a briga com duas rasgadas, sendo a segunda invertendo bem a rabeta (7.20). Precisando de 5.90 para virar, ele executou duas batidas, mas não voltou da terceira manobra na junção, o que pesou na decisão dos juízes, que deram 5.50.

Na semifinal, Taj passou por Travis Logie. O australiano abriu com muita pressão em uma rasgada, três cutbacks e um layback na junção (7.17), e cravou 14.57 pontos depois de duas batidas verticais invertendo a rabeta e outra rasgada potente (7.40).

O sul-africano saiu da combinação com um contestável 8.50, por quatro manobras fortes, a 4 minutos do fim. Mas não encontrou outra boa onda.

Nas quartas, Travis eliminou o líder do WCT Joel Parkinson, após somar 13.83 pontos por duas sequências em que conectou boas manobras de backside.

Já Wilko deixou o taitiano Michel Bourez em combinação, na semi. Primeiro, o aussie conectou duas batidas, uma rasgada e um floater, que valeram 9.23. Depois, ele se garantiu na primeira decisão do WCT com cinco fortes batidas (8.50).

Medina e Mineiro em quinto

Adriano parou nas quartas, ante o campeão do Coldwater Classic de 2011, Matt Wilkinson. O australiano assumiu a liderança a 10 minutos do final, ao conectar cinco manobras de backside com velocidade e pressão, que valeram 8.00.

Na última manobra, Wilko quebrou a prancha e passou dois minutos fora d’água. Com 5.33 e 0.67, Mineiro precisava de 7.35. A onda boa só veio no último minuto, e Adriano executou duas rasgadas e um cutback, mas valeu apenas 6.50. Logo em seguida, Wilko mandou duas rasgadas e um floater, para aumentar a vantagem com 5.07.

Antes, na repescagem, Mineiro eliminou Kelly Slater. Foi a quarta bateria vencida por ele contra o careca. Com 9 minutos restantes, Mineiro jogou bastante água numa boa sequência de manobras, contempladas com 7.83, a maior nota do duelo. Mas, em seguida, teve que trocar de prancha.

Mineiro só voltou para a água quando faltavam 5 minutos para o final. Por sorte, Kelly não encontrou nenhuma direita boa e se despediu da competição com 9.40 pontos somados.

Já Gabriel foi eliminado por Taj Burrow, que construiu o resultado nos primeiros 7 minutos. O australiano somou 13.83 pontos depois de executar duas combinações de manobras de frontside, com bastante pressão.

No restante do confronto, Medina buscou a virada em aéreos de frontside e backside, mas não aterrissou de nenhum e deixou a competição com 5.200 pontos a mais no ranking do WCT.

Gabriel venceu Alejo Muniz na primeira bateria do dia, abrindo o Round 5. Alejo pegou a melhor onda dos 30 minutos, mas mandou apenas uma rasgada boa. Medina explorou as manobras de backside e passou com 13.16 de somatória.

Outro brasileiro eliminado na repescagem foi Raoni Monteiro, pelo semifinalista Travis Logie. Em ondas inconsistentes, o sul-africano acertou o pé em batidas e cutbacks, para passar com 10.50 contra 8.90 do brasileiro.

A elite do surf mundial volta para as competições no Hawaii, para o Billabong Pipe Masters, última etapa do WCT que acontece de 8 a 20 de dezembro. Acompanhe ao vivo aqui

Final
Taj Burrow (AUS) 13.10; Matt Wilkinson (AUS) 12.70

Semi
#1 Taj Burrow (AUS) 14.57; Travis Logie (ZAF) 12.40
#2 Matt Wilkinson (AUS) 17.73; Michel Bourez (PYF) 12.10

Quartas
#1 Taj Burrow (AUS) 13.83; Gabriel Medina 8.60
#2 Travis Logie (ZAF) 13.83; Joel Parkinson (AUS) 13.00
#3 Michel Bourez (PYF) 16.27; Jeremy Flores (FRA) 12.50
#4 Matt Wilkinson (AUS) 13.07; Adriano de Souza 11.83

Round 5 (repescagem)
#1 Gabriel Medina 13.16; Alejo Muniz 6.70
#2 Travis Logie (ZAF) 10.50; Raoni Monteiro 8.90
#3 Michel Bourez (PYF) 15.00; Damien Hobgood (USA) 8.00
#4 Adriano de Souza 10.50; Kelly Slater (USA) 9.40

Ranking do WCT (atualizado)
1. Joel Parkinson (AUS) – 53.900 pontos
2. Kelly Slater (USA) – 50.700 pts
3. Mick Fanning (AUS) – 47.000 pts
4. John Florence (HAW) – 44.350 pts
5. Adriano de Souza – 42.350 pts
7. Gabriel Medina – 37.850 pts
16. Alejo Muniz – 18.450 pts
20. Miguel Pupo – 15.950 pts
24. Heitor Alves – 14.750 pts
27. Raoni Monteiro – 13.500 pts
32. Jadson André – 7.750 pts

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias