22.5 C
Hale‘iwa
quarta-feira, 17 abril, 2024
22.5 C
Hale‘iwa
quarta-feira, 17 abril, 2024

Os campeões do bsp

Por Luiz Michelini Neste domingo, o campeonato começou um pouco mais tarde que o normal, às 9h30. Primeiro caíram na água as semifinais femininas. Tita Tavares contra Gabriela Leite. Novamente a experiência da maior vencedora de baterias da Abrasp (Associação Brasileira de Surf Profissional) prevaleceu e a catarinense Gabriela (que quebrou seu leash no meio da bateria) terminou em terceiro lugar. A segunda semi das mulheres teve a disputa entre Luana Coutinho e Diana Cristina. Com um surf mais expressivo, Diana saiu na frente. Luana cometeu dois erros que custaram sua vaga na final: escolheu mal as ondas, sofrendo depois para passar a arrebentação e cometeu uma interferência de prioridade no fim da bateria. A paraibana Tininha seguia, assim, para sua primeira final do ano. Entre as semifinais masculinas, novamente a primeira onda decidiu a bateria. Tomas Hermes em uma direita da série conseguiu distribuir diversas batidas de frontside e arrancou um 6.50. Sem chances para Jano Belo, que teve suas duas notas abaixo da casa dos 5.50. Na outra semi, Bruno Galini contra Alan Jones. Com o vento soprando forte na praia do Cupe, não deu para os aéreos de Alan Jones se destacarem, ficando a vitória nas mãos do surfista de linha Bruno Galini. Finalíssimas Final de campeonato. Entre as mulheres disputa nordestina. Anos de surf competitivo contra agilidade e radicalidade da nova geração. Dividiam o outside dois dos maiores destaques do surf feminino em anos. As duas que fizeram as duas maiores médias do evento. Tita Tavares e Diana Cristina. Duas das melhores surfistas do Brasil estão sem patrocínio. “Um absurdo isso”, mandou o locutor do evento. Tita acreditava nas esquerdas. Sua segunda e terceira onda criaram sua média, 9.57. Diana Cristina também optou por surfar as esquerdas, porém sua primeira onda praticamente determinou o resultado da final, 6.33. Depois disso foi só marcar a cearense e esperar a buzina. Como Tita não conseguiu surfar grandes ondas, vitória para a indiazinha da Paraíba. “Graças a Deus deu tudo certo. Eu venho batalhando muito. Meu foco para este ano são os mundiais, mas, por enquanto, como estou sem pratrocínio, vou trabalhar muito no Brasil Surf Pro”, comemorou Tininha. Quanto a final contra a veterana Tita, ela comentou: “A Tita me influencia bastante por causa da experiência dela. Estou me adaptando agora ao esquema de bateria mulher-a-mulher e a Tita já vem competindo há muito tempo, tem conhecimento de bateria, marcação”, disse a vencedora. Final masculina. Tomas Hermes, vencedor da última etapa do BSP de 2010, no Rio de Janeiro, contra Bruno Galini, vencedor da penúltima etapa do BSP de 2010, em Florianópolis. “Poxa, depois nos falamos, tenho que ir buscar minha outra prancha na pousada”, disse Tomas, após sair da semifinal em que acabou quebrando sua prancha numa batida na junção. Bruno Galini também não falou com ninguém. Estava sério, compenetrado. Sua única distração era uma equipe de televisão que não tirava a câmera do seu rosto. Entraram os dois na água. A bateria foi como todos imaginavam. Três das quatro ondas que fizeram a média dos surfistas foram high-score. Tomas começou com um 7, Bruno com um 8.83. Depois, o catarinense adicionou à sua somatória um 8.17. Galini começou a ficar nervoso. Suas quatro ondas seguintes foram abaixo de três. Eis que Tomas Hermes arranca dos juízes um 9.17. Bruno Galini não consegue trocar seu 4.33. Vitória selada para o catarinense nesta primeira etapa do Brasil Surf Pro. “A final foi complicada. Sabia que eu tinha que radicalizar ao máximo, que o Bruno também estava num bom momento”, analisou Hermes. “Eu estou muito feliz ter largado na frente no início do ano. Ano passado encerrei com uma vitória e começar outro ano com uma vitória é muito legal”, afirmou o campeão, que levou pra casa 25 mil reais e 1000 no ranking do BSP 2011. Para mais informações acesse o site do Brasil Surf Pro. Resultados do Masculino – Brasil Surf Pro 2011 1. Tomas Hermes (SC) 2. Bruno Galini (BA) 3. Alan Jones (RN) 3. Jano Belo (PB) 5. Marcio Farney (CE) 5. Caio Ibelli (SP) 5. Krystian Kymerson (ES) 5. Simão Romão (RJ) Resultados do Feminino – Brasil Surf Pro 2011 1. Diana Cristina (PB) 2. Tita Tavares (CE) 3. Luana Coutinho (SP) 3. Gabriela Leite (SC) 5. Suelen Naraísa (SP) 5. Monik Santos (PE) 5. Juliana Quint (SC) 5. Gabriela Teixeira (RJ)

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias