23.2 C
Hale‘iwa
sábado, 20 abril, 2024
23.2 C
Hale‘iwa
sábado, 20 abril, 2024

LÁGRIMAS E ALEGRIA

Por Luciano Burin O domingo de sol com ondas e praia cheia na Barra da Tijuca foi o palco para a conclusão da etapa feminina do WT Rio, com uma maratona de baterias que coroou a havaiana Carissa Moore como a grande campeã, superando a australiana Sally Fitzgibons. A brasileira Silvana Lima ficou com a terceira colocação, juntamente com a atual campeã Stephanie Gilmore e foi muito aplaudida pelo público. Com lágrimas nos olhos após a sua derrota para Carissa, Silvana agradeceu o apoio da torcida na praia e reclamou, com alguma razão do julgamento, afirmando que os juízes acabam “empurrando” as suas surfistas preferidas para as cabeças.

Assim, em suas palavras “ela sabia que teria que surfar duas vezes melhor que sua adversária”, já que a campeã do evento Carissa Moore é a atual queridinha da turma que solta as notas. Disse também que Sally merecia vencer o evento, pois é quem estava surfando melhor este ano – opinião da qual compartilho, pelo que assiti nas ondas bem manobráveis da Barra. Seja como for, a final contou com as duas melhores surfistas da atualidade e que não por acaso estão na disputa do título em 2011, mostrando um surf progressivo e bonito de ver. Já mais tranquila após as entrevistas, Silvana recebeu os cumprimentos de Jadson André. O defensor do título masculino na etapa brasileira tem treinado todos os dias na vala da Barra. Me contou que está ansioso para disputar a sua primeira bateria, mas confessou não estar muito animado com as condições do mar até aqui. Ainda assim, Jadson foi uma dos primeiros a sair correndo com a prancha para o outside logo que a competição feminina se encerrou.

Luciano Burin é autor do site Surf & Cult. Billabong Girls Rio Pro – Final Day Highlights Se você quer ler mais sobre o Billabong Rio Pro acesse: Billabong Rio Pro Bastidores do day off Um jogo de Paciência Sol e ondas não bastam Boas vindas ao Rio

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias