Publicidade:

ODIRLEI FATURA NO SUL

Diferente de sábado, quando o mar estava fora de controle, no domingo as condições em Xangri-lá, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, melhoraram e ondas de três a quatro pés fizeram a cabeça dos competidores nas fases finais. Quem talvez tenha ficado feliz como o vencedor da etapa cinco estrelas do WQS, Odirlei Coutinho, foi o argentino Leandro Usuña. Com um tubo perfeito, ele tornou-se o primeiro “hermano” a conquistar uma nota dez em um evento da ASP – além de ter se classificado para sua primeira final em um SuperSurf. Uma das surpresas foi a participação de Peterson Rosa na decisão. O “Bronco” foi o autor da maior somatória no sábado ao marcar 17.10 pontos em condições muito difíceis. No domingo, depois de passar para a final junto com Usuña, seu desempenho não foi o mesmo do dia anterior. Com séries demoradas, o paranaense surfou apenas uma onda na bateria e teve de se contentar com a quarta colocação.  “Infelizmente não consegui me achar no mar, não veio onda pra mim, mas estou amarradão por ter voltado a fazer uma final, subir ao pódio de novo mesmo com 36 anos de idade”, disse Peterson, que já confirmou sua paticipação no SuperSurf Internacional Prime, que acontecerá na Praia da Vila, em Imbituba, no litoral sul de Santa Catarina, de 31 de maio a 05 de junho. Junto com Peterson e Leandro Usuña, formaram a final Rudá Carvalho e Odirlei Coutinho. Rudá liderou a bateria até o último minuto, quando Odirlei veio numa direita lá de fora e virou a bateria com um 7.83. “O campeonato foi animal, condições extremas. Ontem (sábado) quase quebrei meu pulso quando voei do jet-ski (que auxiliava os competidores entre uma onda e outra) lá no fundo, mas hoje deu tudo certo, fui campeão na última onda num mar super difícil”, disse Odirlei. “Quero oferecer essa vitória a minha mãe, meu pai, a toda minha família”. Mais informações no site do SuperSurf Internacional. FINAL DO SUPERSURF INTERNACIONAL EM XANGRI-LÁ: Campeão: Odirlei Coutinho (BRA-SP) com 14,16 pontos – US$ 16.000 e 2.000 pontos Vice-campeão: Rudá Carvalho (BRA-BA) com 11,00 pontos – US$ 8.000 e 1.500 pontos Terceiro lugar: Leandro Usuña (ARG) com 5,13 pontos – US$ 5.250 e 1.125 pontos Quarto lugar: Peterson Rosa (BRA-PR) com 4,93 pontos – US$ 4.750 e 984 pontos SEMIFINAIS – 3.o=5.o lugar (US$ 2.900 e 844 pts) / 4.o=7.o lugar ($ 2.700 e 738 pts): 1.a: 1-Peterson Rosa (BRA), 2-Leandro Usuña (ARG), 3-Alex Ribeiro (BRA), 4-Simão Romão (BRA) 2.a: 1-Rudá Carvalho (BRA), 2-Odirlei Coutinho (BRA), 3-Diego Rosa (BRA), 4-Halley Batista (BRA) QUARTAS DE FINAL – 3.o=9.o lugar – US$ 2.500 e 633 pontos: 1.a: 1-Alex Ribeiro (BRA), 2-Leandro Usuña (ARG), 3-Luel Felipe (BRA) 2.a: 1-Simão Romão (BRA), 2-Peterson Rosa (BRA), 3-Patrick Tamberg (BRA) 3.a: 1-Halley Batista (BRA), 2-Odirlei Coutinho (BRA), 3-Vincent Duvignac (FRA) 4.a: 1-Diego Rosa (BRA), 2-Rudá Carvalho (BRA), 3-Peterson Crisanto (BRA)

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias