Rafael Piccoli pegava onda de bodyboard em um dia de ondas de até quatro metros na praia de Zicatela, no México. Ele foi retirado da água já sem vida

Por Redação HC

O brasileiro Rafael Piccoli foi identificado como o bodyboarder que morreu  durante uma sessão de surfe na praia de Zicatela, no estado de Oaxaca, no México, nesta terça (14).

O corpo de Rafael foi retirado da água já sem vida em uma praia vizinha em Puerto Escondido, levado pela correnteza. Acredita-se que ele tenha sofrido uma lesão comprometedora na região da cabeça e pescoço, devido ao impacto das ondas ou com o fundo de areia.

veja também: Amigos lançam campanha para custear tratamento e recuperação de Sunny Garcia

Os fotógrafos Carlos Jarquin, conhecido como Buho, e Edwin Morales registraram o momento em que Rafael dropou aquela que teria sido sua última onda, e a que desencadeou a sequência que culminaria com seu afogamento.

Era um dia de mar grande no tradicional pico de ondas grandes, com séries de ondas chegando à casa dos quatro metros.

Rafael Piccoli vivia em Florianópolis e era conhecido pela comunidade local de bodyboarders.

Rafael Piccoli entubando em uma sessão em Florianópolis. Foto: Nelson Ferraz / reprodução Mares e Lugares

Abaixo, os registros da que teria sido a última onda surfada por Rafael. Edwin Morales e Carlos Jarquin deixaram mensagens em homenagem ao surfista.

“Você se foi fazendo o que mais gostava e em uma onda incrível. Agora Deus te tem em sua glória. Nunca esquecerei o que você nos disse. Não podia dormir de ansiedade por surfar essa ondulação. Somente Deus sabe nosso destino”, escreveu Morales.

A HARDCORE deixa todos seus sentimentos com a família e os amigos de Rafael.