29 C
Papeete
sábado, 22 junho, 2024
29 C
Papeete
sábado, 22 junho, 2024

Gabriel Medina não vai para Pipe e pode não competir em 2022

O tricampeão mundial Gabriel Medina pode não competir o Circuito Mundial de 2022 da WSL.

Veja também:

Tríplice Coroa 2022: John John e Carissa Moore campeões

Treino de luxo em Pipeline

Gato surfista: vídeo divertido viraliza na internet

Já no ano passado, logo após a conquista do tricampeonato mundial pelo atleta, algumas declarações indicaram que sua presença em 2022 era incerta.

“Preciso parar um pouco de pensar só em competição, porque tudo que eu faço hoje, alimentação, rotina… É tudo focado em competição, para eu estar 100% em todos as disputas. Eu nunca perdi uma etapa. É difícil fazer isso por anos. Acho que chegou o momento em que eu preciso dar uma pausa”, disse Medina em setembro de 2021.

Agora, os rumores se confirmaram. Segundo O Globo, o surfista de 28 anos, não viajou para o Havaí e não irá competir na primeira etapa, em Pipeline, que pode já começar no próximo sábado (29).

Além disso, muito provavelmente, Gabriel também não irá para a etapa seguinte, que acontece também no Havaí, em Sunset Beach, de 11 a 23 de fevereiro.

Até o momento, o nome do atleta está nas chaves das baterias de Pipe. No entanto, O Globo informa que Gabriel ainda avalia se participará do CT (Championship Tour) desse ano.

Sem a presença do campeão mundial, o Brasil terá oito representantes na elite masculina. Sendo, Filipe Toledo, Italo Ferreira, Miguel Pupo, Deivid Silva, Jadson André, Samuel Pupo, João Chianca e Yago Dora, que só participará efetivamente quando estiver recuperado da sua lesão. No feminino, o Brasil só conta com Tatiana Weston-Webb.

Às 16 horas de hoje (24) o atleta se posicionou nas redes sociais sobre o assunto e, além da questão de saúde mental, informou que está com uma “leve lesão no quadril”. Confira o post:

 

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias