Com primeiro 9 do evento, Gabriel Medina está na semifinal olímpica

Mais Lidas

Em um mar storm e mexido na praia de Tsurigasaki, Gabriel Medina avançou à semifinal olímpica, confirmando seu favoritismo no confronto. Desde o começo, o brasileiro ditou o ritmo contra Michel Bourez (França) nessa segunda-feira, 26/7, e dominou a bateria do início ao fim nas ondas fortes e irregulares de 6-8 pés que quebram em Chiba nesse momento.

Veja também: 
+ Guia das Olimpíadas: tudo sobre o surf

Medina, grande titular ao ouro olímpico, surfou em condições bastantes parecidas aos de seu pico natal, Maresias, em São Sebastião, SP. Quem já viu o beachbreak do litoral paulista nos dias “bagunçados” de entrada de swell, pôde constatar a similaridade com o pico japonês em condições sólidas por conta da passagem de um tufão.

O bicampeão mundial brasileiro e atual primeiro no ranking do circuito mundial, cravou a primeira nota 9 do evento com um aéreo full rotation com aterrissagem perfeita no crítico em uma direita e arrematou a vitória contra Bourez com 6.33 após três manobras consistentes em uma direita.

Nos minutos finais, Bourez somou 6.93 com um tubo muito profundo e muito bem surfado para a direita, mas, mesmo assim, não obteve o somatório que precisava para vencer Medina e terminou com total de 13.66 pontos.

Agora, Gabriel Medina enfrenta Kanoa Igarashi (Japão) na semifinal.

Na sequência, na terceira bateria, Italo Ferreira, atual segundo do mundo, enfrentou o japonês Hiroto Ohhara e venceu com a maior nota até o momento – 9.73 pontos, juntamente com a maior somatória.

A brasileira Silvana Lima vai disputar as quartas de final na terceira bateria, às 22:36, contra Carissa Moore (EUA).

Confira mais atualizações em breve.

Para mais informações sobre o surf nas Olimpíadas, clique aqui.


Últimas Notícias