Publicidade:


Publicidade:

Tainá Hinckel é bicampeã Sul-Americana Pro Junior

Tainá Hinckel é vice e conquista por antecipação bicampeonato Sul-Americano Pro Junior em Maresias. Com Motta vice, decisão do masculino vai para o Peru

Por Redação HC, via João Carvalho/WSL América Latina

No sábado (9), Tainá Hinckel já havia confirmado o título Sul-Americano Pro Junior da WSL de 2019 por antecipação, com a classificação para as semifinais. Mas ainda faltava a decisão da etapa, que foi para a água junto com as demais finais, no domingo (10). E o título acabou ficando com a peruana Sol Aguirre, mas nada que estragasse a festa de Tainá, que com o troféu do circuito garantido também confirmou sua presença no Mundial Pro Junior, no final do ano.

No masculino, o título da etapa também foi para o Peru: Raul Rios venceu na decisão o guarujaense Eduardo Motta, local da Praia Branca, e assumiu a liderança do ranking. A decisão do circuito entre os homens ficou para a última etapa, o Mancora Junior Pro Peru, que acontece já no próximo final de semana, dias 14 e 15 de novembro.

https://www.instagram.com/p/B4s3UysJrJP/

Segundo João Carvalho,

“Na final masculina, a vitória no Oi Pro Junior Series valia a liderança no ranking sul-americano e deu Peru de novo. Raul Rios começou forte com nota 7,00 em sua segunda onda e 5,75 na terceira, enquanto o paulista Eduardo Motta não conseguia completar as dele. Logo, o peruano surfou outra esquerda boa, variando cada ataque na onda até chegar na areia, para praticamente confirmar a vitória com a nota 8,50 recebida.

Dudu conseguiu 6,75 na melhor onda dele e arriscou um aéreo muito alto para tentar a vitória, mas caiu e sua prancha acabou se partindo em dois pedaços. Teve que sair do mar para trocar o equipamento e depois não entrou mais ondas boas, com Raul Rios saindo do Brasil liderando a corrida do título sul-americano da WSL Latin America e pelas três vagas para o Mundial Pro Junior, que ele já competiu no ano passado em Taiwan.  

— Estou muito feliz, pois venho treinando muito para isso. É minha segunda final e na primeira fiquei em segundo, então queria ganhar um campeonato — disse Raul Rios. — Eu estava bem focado e me sinto bastante feliz, porque todos estão surfando muito bem. Eu foquei bastante para me conectar com o mar e pude ganhar esse evento aqui. Estou muito feliz por ser o primeiro no ranking, pois ir para o Mundial da WSL em Taiwan é o que todos querem e vou continuar focado pra conseguir o título. Mancora é minha praia, onde eu moro e vou dar de tudo para ser campeão lá.

A disputa pelo troféu do circuito masculino sai de Maresias embolada. Raul Rios é o líder, seguido por Daniel Templar, Lucas Vicente, Eduardo Motta, Daniel Adisaka, Fernando Junior e Leo Casal. Estes oito primeiros colocados todos tem chance de título. Eles também brigam entre si pelas três vagas para representar o continente no mundial da categoria, no final do ano, em Taiwan. Nessa briga, o nono colocado, o catarinense Heitor Müller, também tem chances.

VEJA TAMBÉM:
Chloé Calmon e Carlos Bahia são campeões do Oi Longboard Pro
– HAVAIANAS ANUNCIA PATROCÍNIO A TATI WESTON-WEBB
– PRAIA DE ITAMAMBUCA PODE SE TORNAR RESERVA MUNDIAL DE SURF

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias

Dentro da sala de shape...

A Pyzel é uma boa prancha de surf. Você sabe disso porque alguns dos...

Ucrânia torna-se o 109º país...

Banhada pelo Mar Negro e sem acesso a nenhum dos oceanos, a Ucrânia acaba...

Margaret River Pro: confira as...

Após a ação no Narrabeen Classic, a elite do surf mundial segue para o...

2 alimentos vilões da sua...

Quantas vezes você acordou no dia de ondas grandes, passou café, e foi para...