25 C
Papeete
terça-feira, 23 julho, 2024
25 C
Papeete
terça-feira, 23 julho, 2024

Descubra por que as ondas de Teahupo’o são pesadas

Você sabia que as ondas da costa de Teahupo’o, no sul do Taiti, foram consideradas as mais pesadas do mundo?

Enfim, entre os surfistas, o termo “pesado” pode se referir a qualquer onda que seja particularmente perigosa.

VEJA: Por dentro da bancada de Teahupo’o

Isso inclui ondas que são literalmente pesadas, levantando uma quantidade esmagadora de água em direção à costa e em surfistas azarados.

Em 2 de maio de 2022, o Operational Land Imager-2 (OLI) adquiriu esta imagem em cores naturais do Taiti, na Polinésia Francesa. A cena se enquadra no período de abril a outubro, quando as ondas em Teahupo’o tendem a ser as mais fortes.

Tempestades de inverno originárias do Oceano Antártico e do Oceano Índico Sul frequentemente se movem para a bacia do Oceano Pacífico sudoeste.De lá, grandes ondas geradas por tempestades podem viajar desimpedidas em direção à costa sul do Taiti. As ondas que se aproximam de Teahupo’o do sul ou sudoeste estão perfeitamente alinhadas para produzir as famosas ondas de tubos.

CONFIRA: Yago Dora comprometido com Teahupo’o

Mas as ondas lendárias não existiriam sem batimetria igualmente perfeita. O fundo do mar ao redor do Taiti sobe rapidamente de cerca de 5.000 pés de profundidade a 3 milhas da costa para apenas 1.000 pés de profundidade a 0,3 milhas da costa. Como resultado, os swells de sudoeste carregam ampla energia do mar aberto até que estejam muito perto da costa e colidindo com o recife de Teahupo’o.

À medida que as ondas se aproximam do recife, a água se acumula em uma onda gigantesca; ao mesmo tempo, a água sobre o recife é afastada da costa. Na verdade, os surfistas estão abaixo do nível do mar – e perigosamente perto do recife até entrar no canal. Um canal profundo a oeste, juntamente com uma fenda profunda no recife, pode concentrar ainda mais energia nas ondas barulhentas.

LEIA: Teahupo’o guarda uma chance de ouro para Filipe Toledo

As ondas épicas em Teahupo’o, inclusive, se tornaram um dos palcos principais de uma das etapas do circuito mundial da WSL, o Tahiti Pro, que nesse ano acontece de 11 a 21 de agosto.

E também, o Comitê Olímpico Internacional aprovou o pico como local de surf para os Jogos Olímpicos de Paris de 2024. Teahupo’o fica a cerca de 15.000 quilômetros da França, uma das maiores distâncias entre um evento de medalha olímpica e a cidade-sede.

As imagens pertencem ao Observatório da Terra da NASA por Lauren Dauphin; foram criadas usando dados Landsat do US Geological Survey; dados topográficos da Shuttle Radar Topography Mission (SRTM) e dados de batimetria do General Bathymetric Chart of the Oceans (GEBCO).

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias