Publicidade:

Com ondas para todos os gostos, Cornwall é o paraíso do surf na Grã-Bretanha

Conhecido como o berço do surf britânico, o condado de Cornwall (ou Cornualha em português), no sudoeste da Inglaterra, possui algumas das ondas mais cobiçadas de toda a Europa.

+ Grã-Bretanha: turismo sustentável
+ Descubra aventuras ao longo da North Coast 500, na Escócia
+ Conheça Snowdonia, o paraíso outdoor ao norte do País de Gales

A pouco mais de 400 km de Londres, cidades costeiras como Newquay e St Ives proporcionam uma combinação de praias de areias claras e ondas perfeitas para o esporte.

As séries que chegam ao litoral de Cornwall são formadas pelos sistemas de baixa pressão do Atlântico Norte, que liberam ondulações constantes para toda região.

Fistral Beach, em Newquay, onde o surf começou na Inglaterra. Foto: Visit Cornwall.

Enquanto séries maiores fazem a cabeça dos surfistas experientes no inverno (dezembro a fevereiro), os meses de verão (junho a agosto) proporcionam ondas mais suaves para aqueles que estão dando os primeiros passos sobre a prancha.

A história do surf na Grã-Bretanha começou em 1929 exatamente em Cornwall, mais precisamente na cidade de Newquay, que atualmente ostenta o título de principal surf city britânica.

Na época, Lewis Rosenberg e seu grupo de amigos assistiram a um noticiário que mostrava surfistas australianos em pé em grandes pranchas de madeira.

Ondas constantes e pesadas fazem a cabeça da galera mais experiente. Foto: Matt Jessop.

Este momento serviu de inspiração e mudou para sempre os rumos do esporte na Inglaterra. Lewis e os colegas resolveram construir um longboard parecido e embarcaram de trem rumo a Newquay.

Infelizmente, a diversão no outside durou pouco e foi interrompida pela Segunda Guerra Mundial. A prancha de cerca de 2,5 metros, carinhosamente moldada a partir de um sólido pedaço de madeira, também acabou desaparecendo da garagem de Lewis alguns anos depois.

As imagens abaixo são de 1929 e fazem parte do primeiro filme de surf da Grã-Bretanha. E mesmo que as tentativas de surfar em pé não tenham sido muito bem-sucedidas, o vídeo tornou-se um marco significativo na história do surf europeu.

Surf e cultura

Nos últimos 50 anos, com a chegada de pranchas mais modernas, feitas a partir de fibra de vidro, Cornwall consolidou-se como a principal região do surf britânico. Hoje o esporte faz parte da cultura da região e ajuda no desenvolvimento de muitas cidades por causa do seu potencial turístico.

Banhada pelas águas geladas do Atlântico Norte, a cidade de Newquay é o principal destino de surf em Cornwall, mas outros locais como St Ives, Porthmeor Beach e Porthleven também são o celeiro dos principais surfistas britânicos da atualidade.

Muito além do exporte levado ao nível profissional, Cornwall oferece uma variedade incrível de escolas de surfe e infinitas opções de lazer em um vasto e magnífico litoral. Não é à toa que a região Cornwall tem sido um dos principais destinos turísticos da Grã-Bretanha há décadas.

A cultura do surf faz parte de destinos como Porthleven. Foto: Visit Cornwall.

Embora grandes cidades como Londres e Edimburgo estejam repletas de edifícios históricos e monumentos icônicos, Cornwall oferece algo completamente diferente: um modo de vida alternativo que frequentemente é esquecido nos dias atuais.

A região tem uma atitude descontraída em relação à vida e as coisas andam mais devagar no seu pacato litoral. As pessoas se preocupam menos e não se estressam com a pressa dos negócios como nos grandes centros.

Em Cornwall, a vista fascinante de vales densamente arborizados e do cintilante mar azul junta-se a uma paisagem variada e exuberante, com vilarejos comerciais históricos, encantadoras vilas de pescadores e graciosas aldeias ao longo de todo o seu litoral.

Visual de Praa Sands. Foto: Visit Cornwall.

Melhores picos de surf em Cornwall

Fistral Beach, Newquay



Talvez a praia de surf mais popular da Grã-Bretanha e, consequentemente, a mais frequentada no verão. Apesar do fato de que você poderá ter que compartilhar o pico com outras 300 pessoas, Fistral pode oferecer algumas ondas de classe mundial e segura swells de até 2,5 metros. Quando fica maior do que isso, sempre há Cribbar, o pico de ondas grandes mais conhecido de Cornwall.

Porthleven

Este reef break de primeira linha pode não ser ideal para iniciantes, mas é capaz de manter os mais experientes bem entretidos. Com bastante potência, seu canal profundo é capaz de segurar ondulações de até 4 metros. Definitivamente é uma onda de qualidade.



Gwithian Beach, Hayle

Gwithian tem vários pontos a seu favor. É longa, então há espaço de sobra para todos, além de ser bastante consistente, com ondas que variam de tamanho ao longo da praia. Por outro lado, é bastante exposta aos ventos e quando as condições apertam é melhor abrir espaço para os kitesurfistas.

Sistemas de baixa pressão do Atlântico Norte liberam ondulações constantes para toda região. Foto: Adam Gibbard.

Perranporth Beach, Perranporth

A praia de Perranporth é enorme, então sempre há chances de encontrar uma vala manobrável e com vento terral. A ponta de Penhale tende a ter algumas das melhores ondas, mas o acesso ao outside não é dos mais fáceis.

Sennen

A praia mais ocidental da Cornualha e, consequentemente, uma das mais expostas. Se Gwenver, na extremidade norte, for incluída, há uma ampla gama de ofertas, podendo apresentar ondas de dois metros na extremidade norte e meio metro na frente do estacionamento. Também tem a vantagem de ser ok com vento sudoeste.

Polzeath

Se você for a Polzeath vai encontrar um beach break ideal para surfistas iniciantes. Pode ser uma boa opção se você busca começar a se adaptar nas condições geladas do mar inglês. Por lá também concentram-se diversas escolas de surfe.

Porthmeor Beach, St Ives

O pico “Meor” pode apresentar ondas ocas e poderosas em seus melhores dias, mas estas condições são raras, já que não pega tanto swell como a maioria das praias do litoral norte de Cornwall. No lado positivo, ela está voltada para o norte, portanto, o vento sudoeste típico é terral.

Praa Sands

Localizada entre Penzance e Helston, a poucos quilômetros de Porthleven, fica a praia de Praa Sands. Quando funciona, o Praa produz uma onda rápida, oca e pesada que é particularmente boa na maré alta. Enquanto quebra na areia, as ondas aqui costumam ser tão pesadas quanto nas praias vizinhas.

Quer saber mais sobre aventuras na Grã-Bretanha? Então acesse o site VisitBritain.com ou os perfis @LoveGreatBritain.Br no Facebook e Instagram.

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias