Cachalote encalhou em ilha no norte da Escócia; autópsia revelou mais de 100 quilos de lixo em seu estômago, incluindo cordas, material de pesca e plástico

Por Redação HC

Uma jovem cachalote que morreu encalhada no início desta semana em uma ilha no norte da Escócia havia ingerido mais de 100 quilos de lixo antes de vir parar na areia. Foi isso que revelou a autópsia realizada por uma organização preservacionista local, na praida de Seilebost, na Ilha de Harris, no noroeste do país, neste domingo (1).

Veja também:
Enorme baleia surpreende surfistas em praia da Califórnia; assista

Segundo o canal de televisão norte-americano CNN, o Scottish Marine Animal Stranding Scheme (SMASS), entidade que cuida de eventos do tipo, encontrou no sistema digestivo do mamífero itens como cordas usadas para atividades náuticas diversas, plásticos e outros materiais usados para pesca.

Embora não hava indícios concretos de que o lixo ingerido tenha sido o fator decisivo para a morte do animal, ele pode ter influenciado em sua chegada à praia onde ficou encalhado.

“Essa quantidade de plástico em seu estômago é algo horrível, e certamente comprometeu sua digestão”, escreveu a organização em um comunicado. “Isso serve para demonstrar, mais uma vez, os danos que o lixo jogado nos mares e o descarte de equipamentos de pesca pode causar à vida marinha”, continua o texto.

Não foi possível remover da praia o animal, que pesava mais de 20 toneladas. Assim, com a ajuda de membros da guarda-costeira e de outros voluntários, a cachalote foi enterrada na praia mesmo.

Veja também:
Praia de Itamambuca pode se tornar Reserva Mundial de Surf
Especial Nazaré: 15 dias ao lado dos caçadores de ondas gigantes