Publicidade:

30 minutos de treino com peso do corpo para o surf

No vídeo abaixo, a preparadora física Michelle Drielsma compartilha 30 minutos de treino com peso do corpo para fortalecer e compensar o seu corpo dos esforços do surf e da rotina da vida moderna, que frequentemente envolve muito tempo sentado, por exemplo.

Confira: 
+ 15 minutos de treino com peso do corpo

Nesses tempos de confinamento, distanciamento social e trabalho de casa, este espaço online se tornou nossa espécie de santuário. Precisamos nos conectar para nutrir nossas necessidades sociais e emocionais, nos sentirmos ouvidos e obter vislumbres de “compreensão” neste momento incrivelmente estranho da história.

E especialistas como Drielsma têm compartilhado seus conhecimentos e dons nas redes sociais e na web durante esse período em que cada vez mais as tarefas cotidianas fora de casa – a academia, por exemplo – foram simplificadas para nossos espaços de convivência.

Veja também:
+ Como acertar a batida de backside? Leandro Dora explica

+ Como melhorar sua cavada de backside, com AprimoreSurf

“Foi por isso que criei esta rotina rápida de 30 minutos que contém meus exercícios de peso corporal favoritos. Gosto de me mover de muitas maneiras diferentes, mas se eu fosse reduzir para as posições de dois corpos que ganham meu tempo, seria surfar e sentar. Isso causa rigidez no pescoço, parte superior das costas, ombros, quadris e fraqueza nos glúteos, isquiotibiais e músculos posturais do pescoço e da coluna,” diz a especialista.

Segundo Drielsma, os exercícios que ela pratica regularmente em seu próprio treinamento são escolhidos para compensar o ataque assimétrico que o surf exerce sobre o corpo, as deficiências de movimento que ocorrem com o sentar crônico e os inevitáveis ​​problemas posturais que vêm com a vida moderna.

“Espero que gostem desta curta rotina, que inclui aquecimento e relaxamento,” complementa Drielsma. Se acordo com a preparadora, é uma sessão de peso corporal intermediário a avançado que visa a força do extensor do quadril (glúteos e isquiotibiais), força abdominal, bem como a força do ombro na amplitude final (flexão do ombro, rotação externa, abdução, extensão do ombro, rotação interna do ombro).

Confira abaixo e lembre-se sempre de consultar um especialista principalmente caso você tenha alguma limitação de movimento e/ou lesão:

Clique aqui e confira o canal de Drielsma.


Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias