24.7 C
Hale‘iwa
sábado, 20 abril, 2024
24.7 C
Hale‘iwa
sábado, 20 abril, 2024

Ricardinho: Soldado é expulso da PM

Na última sexta-feira, a Polícia Militar de Santa Catarina divulgou uma informação muito esperada por muito – a expulsão do soldado Luis Paulo Mota Brentano da Corporação. Mota matou o surfista Ricardo dos Santos na Guarda do Embaú, em Palhoça, na Grande Florianópolis, no dia 19 de janeiro. Ele está preso no 8º Batalhão da PM desde que foi detido pelo crime ocorrido.

De acordo com nota oficial da PM, a expulsão foi resultado de processo administrativo disciplinar aberto na época do caso, que concluiu que a "conduta não é compatível com o valor, a ética, a disciplina e o pundonor da policial militar".

Brentano havia sido indiciado pelos crimes de homicídio qualificado por motivo fútil e por embriaguez ao volante. Também em janeiro, ele foi denunciado pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) por tortura – crime que teria sido praticado no dia 25 de maio de 2014 contra um torcedor do Joinville Futebol Clube.

Confira a íntegra da nota oficial da PM:

"A Polícia Militar de Santa Catarina informa que, em referência ao Processo Administrativo Disciplinar, instaurado sob Portaria nº 378/PAD/PMSC/2015, em desfavor do soldado PM Luis Paulo Mota Brentano, tendo por escopo avaliar se sua conduta é compatível com o valor, a ética, a disciplina e o pundonor policial militar, após o regular processo administrativo, observado o devido procedimento legal, a Autoridade Disciplinar competente, em conformidade com as normas estatutárias, decidiu por exclui-lo da Corporação."

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias