Yago Dora, Willian Cardoso e Caio Ibelli se garantem no Round 3; Tati vence e Silvana é eliminada nas oitavas de final em Margaret River

Por Redação HC

Foram realizadas entre a noite de quinta e madrugada desta sexta (31) as baterias da repescagem do Margaret River Pro entre os homens e mulheres, mais as cinco primeiras baterias das oitavas de final femininas. Todos os surfistas brasileiros que haviam sido relegados à disputa sobreviveram: Silvana Lima, Yago Dora (foto de capa), Willian Cardoso e Caio Ibelli. Silvana, entretanto, foi eliminada na primeira bateria das oitavas de final, contra a californiana Courtney Conlogue. Na sequência, a outra representante brasileira no circuito, Tatiana Weston-Webb, venceu seu duelo com a havaiana Coco Ho, que havia feito as melhores notas do primeiro dia, e se garantiu nas quartas de final.

As mulheres ainda viram a jovem Caroline Marks arrancar uma pontuação excelente dos juízes com seu backside compacto e potente. Ela foi a primeira, entre homens e mulheres, a passar da marca dos 17 pontos na soma. A estreante Macy Callaghan e a convidada Mia McCarthy foram eliminadas na repescagem; nas oitavas, além de Silvana e Coco, foram eliminadas Paige Hareb (por Marks), Johanne Defay (por Sally Fitzgibbons) e Keely Andrew (por Carissa Moore).

Yago decola, mas Kelly tem as melhores notas

Yago Dora foi o destaque dessa sexta entre os homens, ao lado do onze vezes campeão mundial Kelly Slater. O catarinense fez a melhor manobra, um aéreo rodando muito alto de backside, completado com perfeição, que valeu 8,33. A nota mais alta, entretanto foi de Slater, com três manobras muito agressivas na parede de uma direita — três rasgadas invertendo completamente a direção da prancha, a última delas na junção, para conseguir 8,43.

Kelly ainda somou outra nota na casa dos oito pontos para fazer a melhor soma do campeonato masculino. Em sua bateria, a última do dia, o brasileiro Caio Ibelli passou na segunda posição com uma ótima atuação.

Sem pensar em teorias da conspiração, dá pra dizer que Caio é um surfista relativamente mal avaliado. Sua primeira onda foi surfada de maneira quase perfeita, e ainda assim ficou quase um pouco abaixo da melhor de Kelly.

De qualquer forma, ele surfou para ficar com sobras à frente de Adrian Buchan, eliminado. Os outros eliminados foram Wade Carmichael e os convidados Jacob Willcox e Frederico Morais.

Estreante do ano em 2018, Carmichael surfou numa bateria 100% australiana contra Jack Freestone e Jack Robinson. Foi a bateria mais fraca das quatro que correram do evento masculino, com um margem estreia separando ele e o segundo colocado num confronto de notas baixas e atuações meio inexpressivas.

Leo Fioravanti foi o primeiro a conseguir notas altas entre os homens. Ele já era o primeiro colocado da bateria contra Michel Bourez e Jacob Willcox quando espancou uma direita para superar os oito pontos. Bourez fez um feijão com arroz que foi suficiente para ultrapassar o convidado local.

As duas últimas baterias foram muito boas e merecem uma visita no heat analyzer.

Frederico Morais teria passado com tranquilidade nos primeiros duelo da rodada, mas deu azar de cair com dois brasileiros inspirados. Primeiro, Yago, que apelou para suas principais armas e despontou nos dez minutos finais do duelo. Segundo, Willian Cardoso, que ficou em último após a decolagem de seu conterrâneo e precisando de uma nota próxima aos 7 pontos para passar.

Com boas direitas de até um metro quebrando, o cenário era favorável ao Panda, que conseguiu a virada. Em sua última tentativa, garantiu a vaga no round seguinte fazendo chover sobre todo o oeste australiano do jeito que ele é especialista.

A expectativa da WSL é correr todo o restante do Margaret River Pro nos próximos dois dias, quando um swell de bom tamanho deve botar para funcionar a temida bancada de The Box.

Para ver os resultados na íntegra, entre aqui.

Margaret River Pro – Round 3 masculino

1. Italo Ferreira x Soli Bailey
2. Michel Bourez x Yago Dora
3. John Florence x Jack Freestone
4. Jeremy Flores x Michel Bourez
5. Gabriel Medina x Caio Ibelli
6. Willian Cardoso x Kelly Slater
7. Jordy Smith x Leo Fioravanti
8. Conner Coffin x Jesse Mendes
9. Filipe Toledo x Jack Robinson
10. Michael Rodrigues x Seth Moniz
11. Owen Wright x Ezekiel Lau
12. Kolohe Andino x Griffin Colapinto
13. Julian Wilson x Jadson André
14. Peterson Crisanto x Joan Duru
15. Ryan Callinan x Deivid Silva
16. Kanoa Igarashi x Ricardo Christie

Oitavas de final feminina:

1. Courtney Conlogue 11,44 x 6,33 Silvana Lima
2. Tatiana Weston-Webb 12,50 x 6,30 Coco Ho
3. Caroline Marks 17,60 x 11,10 Paige Hareb
4. Sally Fitzgibbons 14,10 x 9,20 Johanne Defay
5. Carissa Moore 14,34 x 8,17 Keely Andrew
6. Malia Manuel x Brisa Hennessy
7. Stephanie Gilmore x Bronte Macaulay
8. Lakey Peterson x Nikki Van Dijk