Californiano Toby Cunningham demonstra calma em meio ao perrengue após levar cinco bombas na cabeça em Nazaré gigante

Por Redação HC

Todo surfista, independente do nível de experiência, eventualmente percebe que a melhor atitude — aquela que precede qualquer outra, na verdade — a se tomar em uma situação de perigo no mar é manter a calma. A grande questão é que mesmo ciente disso, o mar sempre acaba apresentando um desafio maior do que estávamos esperando.

Por exemplo: manter a calma em Nazaré gigante, depois de tomar cinco vagalhões na cabeça, deve estar no limite do que qualquer ser humano é capaz de fazer. Pois na última quinta (7), o californiano Toby Cunningham deu uma pequena aula sobre o assunto.

Veja também: Kieren Perrow deixa o cargo de Comissário da WSL

Depois de surfar com sucesso uma onda até ela se desmanchar quase inteira, acabou pego por toda a série que vinha atrás.

As imagens produzidas pela equipe da Máquina Voadora são impressionantes, e dão uma rara noção realista do tamanho das ondas, das espumas, da quantidade de água que se move no pico, do barulho ensurdecedor das ondas acertando o morro… E, é claro, do perrengue que é estar no meio disso tudo.

Eventualmente, Toby foi resgatado com sucesso pelo brasileiro Ian Consenza, que ajudava a fazer a segurança dentro da água e estava se comunicando via rádio com toda a galera no local.

Assista e viaje direto para o centro do perrengue: