No final do segundo dia de competição do Corona Open J-Bay, nesta terça (3), um tubarão branco foi avistado no outside, perto da sessão de Impossibles, e forçou por alguns minutos a paralisação da sexta etapa do ano do circuito mundial de surf da WSL, na África do Sul.

“No final dessa última bateria, avistamos um tubarão no final de Impossibles, a uns 200 metros do local onde os surfistas estão posicionados, então o evento está em espera pelos próximos minutos”, disse Kieren Perrow, comissário do circuito, explicando a situação.

VEJA TAMBÉM:

Vídeo demonstra a eficiência de “repelente” de tubarão

Kelly Slater anuncia aposentadoria – mas só no final de 2019

Guga Kuerten surfa piscina de ondas de Kelly Slater na Califórnia; assista

Tudo aconteceu quando faltavam apenas 10 segundos para o final do duelo entre Adrian Buchan e Conner Coffin, a segunda do round três. O tubarão foi avistado pelo avião de monitoramento, e deixou a área pouco depois. O campeonato seguiu normalmente, mas com a realização de uma bateria a menos que o previsto inicialmente.

Tubarões no outside durante as baterias de Jeffreys Bay não são nenhuma novidade. Em 2015, a final do evento foi cancelada após Mick Fanning escapar ileso de um ataque durante a decisão. No ano passado, o evento foi paralisado novamente devido a um tubarão, mas sendo retomado logo em seguida.

No começo do ano, a etapa de Margaret River foi cancelada, ainda no round três, devido à preocupação com os constantes ataques na região durante os dias da competição – apesar de nenhum tubarão ter sido avistado nos picos do campeonato e do amplo aparato de segurança disponibilizado pelos patrocinadores do evento.