Joel Parkinson boia por 10 minutos com a prioridade e Julian Wilson fica com a segunda posição, atrás de Yago Dora, no R4. Medina enfrenta Conner Coffin nas quartas

Por Redação HC

O título mundial ainda não foi decidido. Isso porque Gabriel Medina e Julian Wilson avançaram em suas baterias no round 4 do Billabong Pipe Masters. Se Gabriel vencer seu duelo, o próximo das quartas de final, contra o norte-americano Conner Coffin, Julian precisará vence a etapa para tornar-se campeão mundial. Se Julian perder na quartas, contra o francês Joan Duru, ou se Gabriel chegar à final, o brasileiro é campeão.

O último dia do Pipe Masters começou com uma vitória do sul-africano Jordy Smith sobre Conner Coffin e Ryan Callinan. Jordy estava na última posição até os minutos finais, quando conseguiu a virada com um tubo mediano para Pipe. Ryan Callinan terminou eliminado em uma bateria sem grandes momentos.

Na sequência, Gabriel Medina começou o seu show, mostrando porque é um dos melhores – se não o melhor, neste momento – do circuito em Pipeline.

Em sua primeira onda, conseguiu uma nota excelente. No tubo mais longo do dia até o momento, caminhou pelo meio de uma volumosa foam ball e arrancou 8,57 dos juízes. Medina ainda caiu na saída de outro ótimo tubo para a esquerda antes de estabelecer o domínio completo da bateria com uma série de ondas para Pipe. Em uma delas, recebeu 8,33 dos juízes para fazer a melhor apresentação (em pontos) do Pipe Masters até agora: 16,90.

Julian Wilson entrou na bateria seguinte pressionado: se não vencesse, o título era de Gabriel. Ele e Joel Parkinson comandaram as primeiras ações do duelo, mas com notas relativamente baixas. A primeira boa onda foi surfada pelo brasileiro Yago Dora, que, assim como Medina, passou a aproveitar as esquerdas.

Yago mostrou uma enorme intimidade com Pipeline para dominar a bateria contra dois surfistas que já foram campeões. Com 8,20 e 7,77, passou para primeiro e ficou lá durante todo o duelo, com Julian em segundo e Parko em terceiro. Parko teve a prioridade por quase 10 minutos e sequer tentou entrar em qualquer onda.

Assim, Joel Parkinson se aposenta como surfista profissional sem o sonhado título da Tríplice Coroa Havaiana. Seria seu quarto troféu, o que o igualaria a Andy Irons.

Billabong Pipe Masters – resultados e próximas baterias:

Round 4:
1: Jordy Smith 11,50, Conner Coffin 9,43, Ryan Callinan 7,93
2: Gabriel Medina 16,90, Sebastian Zietz 11,93, Michel Bourez
3: Yago Dora 15,97, Julian Wilson 12,44, Joel Parkinson 7,77
4: Joan Duru 10,80, Kelly Slater 9,20, Jessé Mendes 7,00

Quartas de final:
1: Jordy Smith x Sebastian Zietz
2: Gabriel Medina x Conner Coffin
3: Yago Dora x Kelly Slater
4: Joan Duru x Julian Wilson