Carregado com mais de 2000 toneladas de óleo e ácido sulfúrico, navio italiano Grande América naufragou a 333 quilômetros da cidade francesa de La Rochelle

Por Redação HC

Na última segunda-feira (11), o cargueiro italiano Grande América naufragou durante sua travessia por Hamburgo, na Alemanha, e Casablanca, em Marrocos. Todos os 27 passageiros foram resgatados.

A embarcação sofreu variaçoes no casco devido a um incêndio e afundou próximo ao golfo de Gascogne, a 333 quilômetros da cidade francesa de La Rochelle.

O navio carregava 70 toneladas de ácido sulfúrico, ácido clorídrico e aproximadamente 2000 toneladas de óleo de combústivel, que já se espalharam por doze quilômetros do local do acidente.

A França teme que os resíduos cheguem as regiões costeiras de seu país e solicitou ajuda da marinha portuguesa e alemã para ajudar a conter o avanço da mancha negra que avança rapidamente.

Um submarino foi enviado para verificar se algum dos contêineres com substâncias perigosas do Grande América está danificado e outras quatro fragatas francesas foram enviadas para o combate a poluição.

Veja também: Ondulação gigante destrói barco na Indonésia – assista

De acordo com o ministro francês da Ecologia, François de Rugy, os fortes ventos no local do naufrágio e as ondas de aproximadamente seis metros dificultam a atuação dos navios de contensão de desastres. A região de Nova Aquitânia, no sudeste francês, é a que corre mais riscos de contaminação.

Os franceses já enfrentaram outra desastre ambiental em 1999 quando o navio Erika afundou a 75 quilômetros da costa da Bretanha. Na ocasião, milhares de toneladas de óleo de combustível e outras substâncias tóxicas se espalharam ao longo de 400 quilômetros da costa francesa, além de resultar na morte de aproximadamente 75 mil aves que ficaram presas nos rejeitos do navio.

Veja a seguir o vídeo da rede de televisão AFP mostrando a embarcação Grande América momentos após o incêndio que resultou no desastre: