Professora de mergulho estava em um tanque cheio de tubarões-tigre quando foi atacada. 

 

Por Redação HC

 

Nesta segunda-feira (08/04), uma professora de mergulho coordenava uma aula em um tanque de tubarões-tigre-da-areia no Laohutan Aquarium, na China, quando foi mordida por um animal.

A professora de mergulho teve de passar por 4 horas de cirurgia após ataque (Foto: AsiaWire)

Logo após o incidente, a professora foi encaminhada a um hospital próximo onde passou por quatro horas de cirurgia. Foram 40 pontos espalhados por seu rosto, cabeça e mandíbula. Seu quadro ainda permanece em observação devido a gravidade dos ferimentos.

A professora conhecida como Nana trabalhava na LevelOneuma empresa profissional de mergulho da China. O local é conhecido como referência no mergulho profissional, com aulas chegando ao preço de 2 mil reais.

Mergulhadora teve rosto rasgado após mordida (Foto: AsiaWire)

Após o ocorrido, um dos sócios da empresa de mergulho escreveu uma mensagem a professora: “você é excelente porque terminou a lição de mergulho antes de fazer a aula de teoria do mergulho. Vamos aprimorar sua teoria de mergulho profissional assim que você estiver  recuperada. Vou cobrir todas as despesas para sua cirurgia e cirurgia plástica no futuro.”

Foram aproximadamente 70 pontos espalhados por rosto, cabeça e mandíbula (Foto: AsiaWire)

O tubarão-tigre-da-areia geralmente vive nas águas do Japão, Austrália, África do Sul, América do Sul e do Mediterrâneo. Eles variam em tamanho, podendo medir até 3 metros de comprimento e possuem uma média de peso de 120 quilos.

Conhecidos como “primos” do tubarão branco, esses animais costumam ser pacíficos, porém, imprevisíveis. De acordo com o National Geographic, os tigres-da-areia possuem histórico de ataques a humanos, entretanto, somente quando se sentem intimidados.

 

Veja também: surfista fica gravemente ferido após ser atingido por prancha perdida