A americana Autumn Hays e o australiano Jack Robinson são os campeões do Heroes de Mayo Iquique Pro, etapa de 1500 pontos do QS encerrada nesta quinta (24), no norte do Chile. O evento é um marco para a WSL: pela primeira vez na história, foram distribuídas premiações iguais para homens e mulheres. No final do dia, tanto Hays como Robinson levaram para casa 10 mil dólares pelo troféu.

A iniciativa é fruto de uma política da cidade de Iquique por igualdade salarial. “Nós acreditamos que as condições de trabalho devem ser iguais para homens e mulheres. Então os salários também devem ser iguais. É por isso que a cidade de Iquique decidiu, por sua conta, investir no aumento da premiação feminina para que ela se equiparasse à dos homens”, afirmou Mauricio Soria, prefeito da cidade.

VEJA TAMBÉM:

Stephanie Gilmore vence o Oi Rio Pro em Saquarema
Kelly Slater não vai competir em Keramas
Empties: um retrato puro e poderoso de Nazaré

Nos eventos do WT, a campeã de cada etapa recebe 65 mil dólares – 35 mil a menos que os 100 mil dados ao campeão masculino. Nos eventos de 6 mil pontos do QS, a campeã recebe em média 10 mil dólares, enquanto o vencedor no masculino recebe mais que o dobro: 25 mil dólares.

João Chianca foi o melhor representante brasileiro na competição, perdendo apenas para o campeão, na semifinal, e terminando com a terceira posição. Jerônimo Vargas e Marco Giorgi ficaram nas quartas de final.

No feminino, Tainá Hinckel foi a melhor brasileira, na 9ª colocação. Ela venceu sua bateria de estreia com a terceira melhor média do round 1. Anne dos Santos e Júlia Camargo também chegaram às oitavas de final, terminando na 13ª posição. Karol Ribeiro não conseguiu passar do R1 e terminou na 17ª posição.

Fotos por Nícolas Diaz/WSL

Tainá Hinckel foi a brasileira mais bem colocada. A catarinense de apenas 14 anos está da 55ª posição em seu primeiro ano competindo no QS

Jack Robinson viaja agora para a Indonésia. Na continuação do Margaret River Pro, em Uluwatu, ele enfrenta Gabriel Medina no R3

 

Autumn Hayes recebeu 10 mil dólares como premiação pelo título em Iquique

João Chianca, com o 3º lugar, foi o brasileiro mais bem colocado em Iquique

Enquanto os tubos rolaram, Marco Giorgi foi um favoritos em Iquique