Homem é retirado desacordado de piscina de ondas de Waco durante celebrações de 4 de julho e morre em hospital após dois dias

Por Redação HC

As celebrações do feriado de 4 de julho (independência dos Estados Unidos) terminaram em tragédia em uma das mais famosas piscinas de ondas para o surf do mundo, na cidade de Waco, Texas.

Em meio à tradicional festa, um homem foi retirado inconsciente da água, perto das 10 horas da noite, no BSR Cable Park. Ele foi levado a um centro médico próximo, onde permaneceu desacordado até a manhã do sábado (6/7), quando veio a falecer.

Segundo o jornal local Waco Tribune-Herald, a vítima era um homem de 42 anos chamado Christopher Hayes.

Considerada por muitos surfistas a melhor piscina de ondas do mundo para aéreos, o BSR Cable Park acumula em sua breve história — o parque abriu há pouco mais de um ano — um recorde um tanto quanto sinistro: esta já a segunda morte causadas em suas águas.

A primeira foi do surfista Fabrizio Stabile, que contraiu a ameba Naegleria fowleri, também conhecida como “devoradora de cérebros”, após uma sessão na piscina. O parque ficou fechado por alguns meses durante a investigação da morte de Fabrizio, e a conclusão da perícia é de que uma das piscinas do parque — que não era aquela onde ocorre o surf — tinha todas as condições próprias para o desenvolvimento da ameba.

O parque reabriu no início de 2019, após a implantação de um novo sistema para o tratamento das águas com cloro.

Veja também:
Campeonato de ondas grandes pode rolar em Puerto Escondido nesta 2ª
J-Bay, dia 2: Silvana Lima brilha, Jessé e Jadson são eliminados