O americano Jeff Weakley levou o pedaço do dente para um laboratório e confirmou que se tratava de um molar de tubarão galha-preta.

Por Redação HC

Após 25 anos sem saber o que teria mordido seu pé em uma sessão de surf na praia de Flager, na Flórida, EUA, o americano Jeff Weakley finalmente descobriu o responsável pelo ataque após um pedaço de dente de tubarão cair de seu pé. Jeff levou o fragmento a especialistas do Florida Program for Shark Research, que confirmaram que se tratava de um molar de tubarão galha-preta.

O gerente do laboratório, Lei Yang, conta que limpou o dente e removeu um pouco do esmalte para revelar as informações genéticas do material. Comparando o DNA deste tecido com bancos de dados de genética de tubarões, Yang conseguiu identificar a espécie que mordeu Jeff: um tubarão-galha-preta. As descobertas foram publicadas no periódico científico Wilderness & Environmental Medicine.

De acordo com o International Shark Attack File as mordidas do galha-preta geralmente acabam com uma pequena ferida no corpo — os tubarões geralmente mordem os humanos para verificar se eles são uma presa saborosa, e acabam não retornando para o ataque final ao constatar a característica “ossuda” de nossos corpos.

Apesar do seu doloroso encontro com tubarões, Jeff continua sem se deixar abater pela mordida e ainda gosta de surfar, vendo a ameaça de uma mordida de tubarão não diferente da ameaça representada por um cão rabugento. “Eu certamente não tenho o ódio de tubarões ou qualquer sentimento de vingança em relação a eles. Eles são parte do nosso mundo”, disse ele.

VEJA TAMBÉM:
-PAI TOMA SUSTO AO LOCALIZAR TUBARÃO COM DRONE E ALERTA FILHOS NA FLÓRIDA
-TUBARÕES SÃO FLAGRADOS PREPARANDO ATAQUE A CRIANÇAS NOS EUA
-BRASILEIROS ESTÃO À DERIVA À BORDO DE VELEIRO NA POLINÉSIA FRANCESA