Menino pescou filhote de tubarão-limão e foi mordido ao tentar devolvê-lo ao mar. Vídeo mostra desespero

Por Redação HC

Durante pescaria com anzol na praia do Porto, Fernando de Noronha, um garoto de 12 anos foi mordido por um tubarão-limão quando tentava tirar o anzol da boca do animal para jogá-lo de volta ao mar.

O vídeo mostra o garoto puxando o tubarão pela cauda, que se volta contra ele e abocanha seu pé. De acordo com o biólogo Cláudio Sampaio, o  tubarão-limão não costuma ser agressivo e geralmente foge do contato humano. Vendo o vídeo, o pesquisador afirmou que não houve ataque, apenas um extinto defensivo do animal que se viu em perigo.

VEJA MAIS:
-VÍDEO: BALEIA GIGANTE DÁ SALTO ESPETACULAR E QUASE AFUNDA BARCO.
-BALEIA É ENCONTRADA MORTA COM O ESTÔMAGO CHEIO DE PLÁSTICO
-TUBARÃO AMEAÇADO DE EXTINÇÃO É ENCONTRADO EM SERGIPE

A mãe do garoto confirmou que o tubarão foi devolvido ao mar e que seu filho foi levado ao hospital São Lucas, onde recebeu dois pontos no dedo e foi liberado. Ela também relatou que seu filho já está bem e voltou a pescar, costume do povo de Fernando de Noronha. Ela ressaltou que o respeito a natureza e aos animais é um valor passado de geração em geração na família.

“Ele ama a natureza e aprendeu com o pai que tem de respeitar todos os animais. É um menino bom, carinhoso. Sorte eu tenho de ser a mãe dele”, diz a mãe do garoto.

O biólogo Cláudio Sampaio disse em entrevista ao portal Uol que Fernando de Noronha é conhecida como o berçário dos tubarões-limão. O animal é considerado como “vulnerável” e está ameaçado de extinção, sendo sua captura passível de crime ambiental.

Cláudio recomenda a pescadores que ao fisgar um tubarão, o animal tenha o anzol retirado ainda dentro da água. Ele alega que o menino poderia ter agido de outra forma, mas que o ocorrido foi um acidente. “Antes de embarcar o peixe, é possível liberá-lo do anzol. O menino foi displicente, mas acidentes acontecem”, explica.